Recife: Oito novos terminais serão inaugurados

segunda-feira, 27 de abril de 2009


Dentro do planejamento elaborado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT) para melhoria para o STPP/RMR, está previsto a modernização do Sistema Estrutural Integrado (SEI). “Esta modernização acarreta em benefícios para a população, como a implantação de áreas exclusivas para circulação e paradas de ônibus, isso através de corredores viários, melhoria da qualidade do transporte com abrigos mais acessíveis, confortáveis e com iluminação adequada, além da ampliação do números de linhas integrados para a região metropolitana”, explicou o presidente do GRCT, Dílson Peixoto.
Entre os projetos delineados pelo GRCT, estão a construção de oito novos terminais integrados, sendo a maioria conectados com sistema ferroviário, os metrôs. São eles: Barro, Terminal Integrado de Passageiros (TIP), Aeroporto e Largo da Paz e Joana Bezerra, Tancredo Neves, Prazeres e Cajueiro Seco, estes últimos, com acesso e sistema viário disponível. O recurso para as obras, incluindo o acesso viário, está cotado em mais de R$ 53 milhões. Com isso, 1,6 milhão de pessoas poderão usufruir do sistema por dia, mas que o dobro atual. Além disso, o número de linhas também sobe de 81 para 178.
Paralelo às obras dos terminais, estão previstos investimentos exclusivos para construção de modernos corredores de transporte públicos em áreas estratégicas na região metropolitana. São 11,3 quilômetros de pista e 34 paradas de ônibus nas avenidas Pan Nordestina, em Olinda, e nas avenidas Abdias de Carvalho e Domingos Ferreira, no Recife. Ao todo, serão gastos R$ 7 milhões.
READ MORE - Recife: Oito novos terminais serão inaugurados

Ônibus do Rio já adotam novo diesel, ecologicamente correto

Produzido pela Petrobras desde o início do mês e fornecido há quatro meses às frota de ônibus urbanos do município do Rio de Janeiro, o diesel S-50, com reduzido teor de enxofre, já traz benefícios à qualidade do ar respirado pelos cariocas. Através de testes, foi verificada redução de 15% nos níveis de emissão de fumaça dos ônibus, comparativamente a 2008, quando ainda era utilizado o diesel S-500, com maior teor de enxofre.
A refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Região Metropolitana do Rio é a primeira refinaria a produzir o combustível. Os testes foram realizados pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do RJ (Fetranspor), através de monitoramento em 47 empresas do município, num total de 8.500 ônibus. Os resultados indicam tendência de redução das emissões de material particulado para o meio ambiente.
Os testes da Fetranspor têm caráter preliminar, mas são coerentes com os realizados em laboratório pelo Centro de Pesquisas da Petrobras. Já os testes da empresa indicaram redução de 11,3% nas emissões de material particulado ao se substituir o diesel S-500 pelo S-50 em veículos. As emissões de fumaça foram medidas com um opacímetro montado na descarga dos ônibus. Este aparelho mede somente a fração visível dos gases de escapamento.
Os veículos de testes operaram sem carga, em aceleração livre. É o mesmo método usado nas inspeções do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O resultado dos testes da Fetranspor está sendo estratificado por geração tecnológica, ano e modelo dos veículos.
No dia 1º de janeiro último, a Petrobras deu início ao fornecimento do diesel S-50 para as frotas de ônibus urbanos das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, conforme definido em acordo com o Ministério Público Federal (MPF) no dia 30 de outubro de 2008. De acordo com o cronograma acertado junto ao MPF, definido sob orientação do Ministério do Meio Ambiente, a partir de maio deste ano, o diesel S-50 estará disponível também para toda a frota de veículos metropolitanos em Fortaleza (CE), Recife (PE) e Belém (PA).
Em agosto, será a vez de Curitiba (PR) ter o combustível disponibilizado para suas frotas de ônibus. Em janeiro de 2010, o combustível será disponibilizado para as frotas de ônibus urbanos de Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA) e da Região Metropolitana da Cidade de São Paulo. Em janeiro de 2011, o combustível será fornecido também às frotas de ônibus urbanos das outras três Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo (Baixada Santista, Campinas e São José dos Campos) e da Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro.
O diesel S-50 fornecido pela Petrobras no Rio de Janeiro foi inicialmente importado e transportado pela rede de dutos até a Reduc, de onde era bombeado para as bases das companhias distribuidoras. A partir de abril de 2009 o diesel S-50 passou a ser produzido na própria Reduc. A produção ocorre através de uma unidade de hidrotratamento, que extrai o enxofre a partir de reações químicas envolvendo, principalmente, o hidrogênio. O diesel produzido é em seguida bombeado para as principais bases distribuidoras localizadas na região metropolitana. Foi adaptado um duto para atender exclusivamente ao bombeio de S-50. Estão sendo disponibilizados mensalmente cerca de 14 mil m3 de diesel S-50 para o município do Rio de Janeiro. A frota é composta de ônibus que operam com linhas regulares na cidade, possuem ponto de abastecimento e cuja linha tem início e fim dentro do município.
READ MORE - Ônibus do Rio já adotam novo diesel, ecologicamente correto

Ônibus em faixa exclusiva é mais rápido que carro em SP


Trocar o carro pelo ônibus é uma opção para chegar mais cedo ao destino nos horários de pico de congestionamento em São Paulo. Pelo menos nos percursos em que há faixas exclusivas para os coletivos. A reportagem testou os 10 corredores da capital paulista com duas equipes - uma de carro e outra de ônibus -, partindo juntas e sem contar a espera no terminal. E concluiu que, embora lotados, os ônibus são mais rápidos. Em sete corredores, a equipe do Jornal da Tarde chegou antes ao ponto final, com diferença de até 51 minutos. Nos outros três, o automóvel teve vantagem, mas ela foi de no máximo sete minutos. Apesar de mais rápidos, os ônibus estão longe da velocidade ideal. A média registrada ficou abaixo do esperado na maior parte das vezes. Apenas em três corredores foi atingida a meta da Prefeitura de 18 km/h nas faixas exclusivas: Parelheiros, Paes de Barros e Expresso Tiradentes. O pior desempenho foi o do Rebouças, onde os veículos foram mais lentos do que uma pessoa fazendo cooper - ficaram abaixo de 10 km/h. Outro problema é a superlotação. Durante o teste, a reportagem encontrou filas com mais de 100 pessoas para embarcar em terminais.
READ MORE - Ônibus em faixa exclusiva é mais rápido que carro em SP

Projeto de licitação do transporte coletivo de Florianópolis chega nesta terça à Câmara


O projeto de lei que estabelece novas regras para o transporte coletivo deve chegar nesta terça-feira à Câmara Municipal de Florianópolis, onde será colocado em discussão pelos vereadores. Os parlamentares vão decidir sobre o pedido de autorização de novos contratos de operação do sistema — início do processo licitatório do transporte coletivo da Capital. A partir desta semana, os vereadores realizarão audiências públicas e seminários abertos à população, para discutir o tema.

Com a licitação, qualquer empresa do Brasil poderá disputar a concorrência para operar o sistema, que emprega 3 mil pessoas e que, só em fevereiro, gerou uma arrecadação de R$ 9.270 milhões e transportou 4.475 milhões de passageiros. O contrato com as cinco empresas (Estrela, Insular, Canasvieiras, Transol e Emflotur) que atualmente operam na cidade expirou em fevereiro deste ano.
READ MORE - Projeto de licitação do transporte coletivo de Florianópolis chega nesta terça à Câmara

Torcidas causam prejuízos e provocam terror em Natal


Em Natal, o sentimento de torcer por um clube ou defendê-lo tem ganhado ares de guerra, principalmente em dias de jogos envolvendo ABC e América. Mesmo com o esforço do Ministério Público e das autoridades da Segurança Pública em coibir a violência e controlar a ação dessas pessoas, percebe-se que esses indivíduos têm o sentimento de “proteção”, uma vez que punições mais severas ainda não foram aplicadas naqueles que transgridem a lei.Muitas vezes, antes de clássicos são realizadas reuniões com a presença dos líderes de torcidas e todo um “acordo de paz” é feito entre as torcidas e a polícia monta um grande esquema com policiais espalhados nas vias de acesso ao estádio.Contudo, antes mesmo da chegada ao estádio, já começa o “clima de terror” promovido nas principais vias de acesso à praça de esportes, nesse caso o Machadão, e nos transportes coletivos da capital.As empresas de transporte coletivo da cidade têm sofrido prejuízos recorrentes em dias de clássicos. O mais recente aconteceu no dia 2 de abril, quando um ônibus da linha 51 foi atingido por pedras arremessadas por supostos integrantes de torcidas organizadas.Não bastasse o prejuízo com vidros quebrados e lataria amassada, os passageiros ficaram bastante nervosos. Alguns, inclusive, com crise de choro. O caso foi registrado na delegacia de plantão.
READ MORE - Torcidas causam prejuízos e provocam terror em Natal

Santos: Ana Costa terá corredor de ônibus


Até o final de junho, a Avenida Ana Costa, em Santos, terá a faixa de rolamento da direita transformada em corredor exclusivo para ônibus municipais e intermunicipais nos horários de pico da manhã e final de tarde. O projetopiloto, desenvolvido pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), pretende tornar mais atrativo o transporte coletivo, a fim de desestimular o uso de automóveis de passeio.
Segundo o diretor-presidente da CET, Rogério Crantschaninov, a pista Praia/Centro será a primeira a ter uma faixa reservada aos coletivos, entre 6 e 9 horas. Posteriormente, o corredor será implantado no sentido Centro/Praia, das 17 às 19h30, quando muitos deixam o trabalho e as escolas e o trânsito afunila.
Nestes períodos será proibido estacionar na faixa da direita, mas a restrição será divulgada antes de ser passível de autuação. "Vamos distribuir material informativo, mudar a sinalização vertical, pintar a faixa destinada aos ônibus e manter agentes para sinalizar e fiscalizar o corredor", explicou.
No início, prevê Crantschaninov,os condutorespodemter dificuldadeparaassimilaraproibição, mas a intenção é despertar o interesse pelo transporte coletivo. A medida deve ser estendida para outras grandes avenidas, desde que o ganho de velocidade dos coletivos mostre que funciona.
A melhoria da eficiência no transporte coletivo ainda prevê a instalação de painéis informativos no interior dos ônibus, com notícias sobre atualidades, cultura, entretenimento e outras, além da ênfase no Sistema de Supervisão e Monitoramento (Sismo), pelo qual será possível controlar a frequência das linhas em tempo real via celular.
O diretor-presidente da CET acredita que as medidas devem mudar os hábitos dos motoristas do transporte individual, que representam 70% dos usuários dos ônibus seletivos. "As pessoas estão dispostas a trocar seu carro por um transporte público de qualidade", disse, lembrando que a frota de coletivos em Santos tem dois anos de idade média.
READ MORE - Santos: Ana Costa terá corredor de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960