Plano de Mobilidade Urbana vai transformar trânsito de Cuiabá

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O secretário de Trânsito e Transporte Urbano, Edivá Pereira Alves, apresentou o Plano de Mobilidade Urbana aos participantes da 4ª Conferência da Cidade de Cuiabá, na manhã desta terça-feira (17.11). O evento acontece no Cenarium Rural, na Capital, até amanhã.
Baseado no Estatuto das Cidades e no Plano Diretor de Cuiabá, o Plano de Mobilidade Urbana está em elaboração e deve ser concluído em junho do ano que vem. Em sua apresentação, o gestor falou sobre os conceitos de “Mobilidade Urbana” e observou que se trata de “olhar para a dinâmica da cidade pelo ponto de vista das pessoas”.
O plano prevê várias obras de infra-estrutura que vão transformar o setor de trânsito e transporte em Cuiabá. Segundo o secretário, a escolha da Capital com umas das sedes da Copa do Mundo de 2014 vai viabilizar grandes investimentos na área. O gestor detalhou os cinco itens que fazem parte do projeto: Transporte Coletivo, Sinalização, Circulação, Acessibilidade e Ampliação da malha viária.
Segundo ele, o transporte coletivo de qualidade é a saída pra o problema do trânsito em Cuiabá. “Temos um carro para 2.2 habitantes, a solução é fazer a população deixar os automóveis para utilizar o transporte coletivo”, explicou.
Edivá lembrou também que existe um projeto de lei na Câmara Municipal que vai permitir a melhora da circulação de veículos em Cuiabá. Ainda destacou que faltam 400 rampas na área urbana da cidade. Outra necessidade é a construção de grandes avenidas. “A nossa frota de veículos é de 250 mil e a previsão é de que daqui a 10 anos esse número dobre. Se não houver a construção de mais avenidas o trânsito vai ficar pior”, observou.
Um dos projetos apresentados durante a palestra do secretário, que chamou a atenção dos participantes da 4ª Conferência da Cidade de Cuiabá, foi a criação de um sistema tronco-alimentador com seis corredores exclusivos para ônibus na Capital, o BRT (Bus Rapid Transit). O projeto, que será viabilizado através de investimentos do Governo Federal na preparação de Cuiabá para a Copa, prevê a construção dos corredores exclusivos nos canteiros de grandes avenidas, ligando pontos importantes da cidade.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960