Recife: Licitação das linhas de ônibus começa no segundo semestre

quarta-feira, 13 de maio de 2009


A licitação das linhas de ônibus, um dos processos mais complicados e esperados desde 2003, quando Pernambuco começou a cogitar substituir a EMTU pelo Grande Recife Consórcio de Transporte, será aberta no início do segundo semestre. A garantia é do presidente do Grande Recife, Dilson Peixoto. Além das linhas metropolitanas, serão licitadas no mesmo pacote os sistemas municipais de ônibus do Recife e Olinda, cidade vizinha à capital. Uma audiência pública para discutir o assunto está prevista para acontecer em julho. A convocação para a discussão será publicada no Diário Oficial entre os dias 10 e 15 do próximo mês. Logo em seguida, o Grande Recife lança o edital da concorrência, com todos os detalhes da disputa. A intenção da antiga EMTU é que as quase 300 linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da Região Metropolitana sejam licitadas de uma só vez. A expectativa no setor de transporte é grande. Isso porque as operadoras que prestam o serviço estão aí há muitos e muitos anos. Foram entrando e ficando, sem concorrer com ninguém. Para o usuário, a licitação deverá significar um ganho de qualidade no serviço. Pelo menos é para ser assim. Até porque empresas de todo o País - e talvez do exterior - poderão entrar na disputa. Além de ser obrigatória por lei - e há muito tempo, já que a Lei das Licitações (número 8666) data de 1993 -, a concorrência pública dará uma saculejada no serviço prestado no Recife. Muitos empresários do setor, de olho nas mudanças, já vêm se preparando, qualificando os serviços prestados. Mas outros ainda resistem à evolução. A licitação não é garantia de nada, até porque muitos problemas permaneceram nas cidades que licitaram seus sistemas, mas de qualquer forma será um avanço. Principalmente para determinadas áreas da Região Metropolitana, onde a população tem pouca opção de transporte e ainda é levada em veículos velhos. Sem falar que é lei e, como dizem as pessoas de bom senso, lei foi feita para ser cumprida.






0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960