Passageiros criticam trabalho de motoristas de ônibus do Rio

sexta-feira, 22 de maio de 2009


A qualidade do trabalho dos motoristas dos ônibus está na origem da maior parte das reclamações recebidas pelo serviço de teleatendimento da Ouvidoria da Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro em 2008. Além disso, queixas sobre a falta de treinamento e educação dos condutores de coletivos lideram com folga consulta feita em março de 2009 pelo site do jornal O Globo com internautas, para saber qual o principal problema do transporte rodoviário no município.
A secretaria recebeu 15.625 reclamações contra empresas de ônibus em 2008. As que chegaram pelo teleatendimento da Ouvidoria da secretaria somam 5.035. Entre as seis principais queixas que chegaram pelo teleatendimento, cinco são relacionadas à qualidade do serviço prestado pelos motoristas: não parar nos pontos de ônibus (2.533 reclamações), falta de urbanidade com passageiros/ comportamento indevido do motorista (820), descumprir itinerários (210), recusa de passageiros (145) e excesso de velocidade/direção perigosa (119).

- Os motoristas não sabem dirigir. Não respeitam as leis de trânsito, não ficam na faixa da direita, não respeitam a ordem de chegada nos pontos (cortam e "prendem" os ônibus já parados), dão trancos e fazem curvas em alta velocidade, colocando a segurança dos usuários em perigo, fumam enquanto dirigem, falam ao celular - disse o leitor Fábio Ramos.
O leitor Mauro Fraga Paiva concorda:
- Os motoristas são extremamente mal educados, pouco civilizados e não cumprem regra alguma de trânsito ou de convivência social. Parece que eles não atentam para a responsabilidade do trabalho que é transportar seguramente vidas humanas. Muitos parecem dirigir um carro de boi!!! Não respeitam velocidade, sinais, faixas, pontos de parada, regras de trânsito, absolutamente nada. Se os orgãos fiscalizadores endurecerem e as empresas treinarem e exigirem o cumprimento das regras, certamente o transporte melhorará e uma maior segurança poderá ser notada. Mas isso é coisa de país sério, não sei se é o caso do nosso país, principalmente do nosso lindo e triste RJ!!!!! - escreveu Mauro.

'' Os motoristas são extremamente mal educados, pouco civilizados e não cumprem regra alguma de trânsito ou de convivência social. Parece que eles não atentam para a responsabilidade do trabalho que é transportar seguramente vidas humanas. Muitos parecem dirigir um carro de boi! ''

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960