Fiscalização de transporte coletivo é intensificada no Amapá

quarta-feira, 13 de maio de 2009

MACAPÁ – O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) e Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTU) intensificaram hoje (12) a fiscalização da meia-passagem no Amapá. Os dois órgãos se uniram para combater o “falso estudante”. A parceira detectou e bloqueou, de fevereiro a maio de 2009, cerca de 100 carteiras irregulares em Macapá.De acordo com o assessor de imprensa do Setap, Renivaldo Costa, o estudante que emprestar o cartão de meia passagem para terceiros, além de perder o direito ao benefício, responderá na Justiça por fraude e falsidade ideológica. Cerca de 31% dos passageiros que utilizam o transporte coletivo em Macapá são estudantes com direito a meia-passagem, são 40 mil pessoas beneficiadas.-A meia-passagem é garantida por Lei na Constituição do Estado. Não há uma estimativa do prejuízo causado pelas pessoas que realizam esta prática irregular do benefício, o preço da tarifa, que é de R$1, 95, seria bem menor, se o número de usuários com direito a meia-passagem fosse reduzido, afirmou Renivaldo Costa.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960