Detro vai monitorar ônibus e vans via GPS

quarta-feira, 13 de maio de 2009


RIO - Em junho, o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) vai monitorar a frota de ônibus, vans e veículos de fretamento que fazem viagens intermunicipal por meio de Global Position System, o GPS. A partir do dia 31 de maio, as empresas de transporte de passageiros terão parte da frota já equipadas, de acordo com percentual estipulado conforme o número de veículos da companhia. A idéia é que até a Copa de 2014 os ônibus do estado circulem também com ar-condicionado e câmeras ligadas ao Centro Operacional do Detro e às unidades das polícias militar e civil.
Com os GPS, serão monitorados online o cumprimento do quadro de horários e dos itinerários, a não parada nos pontos previstos, veículos trafegando em condições que apresentam risco aos passageiros, entre outros aspectos. Para isso, o Detro montou um Centro de Controle Operacional em sua sede no Centro do Rio.
- Nossa meta é a eficiência no serviço prestado pelas empresas à população. O GPS é um passo inédito no estado e uma arma importantíssima nesta luta - afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.
Além de aumentar o controle da frota, a iniciativa, segundo Onofre, pode contribuir para a redução do número de acidentes devido ao controle da velocidade dos veículos; reduzir a emissão de poluentes pelo monitoramento do uso ocioso da ignição e do motor e diminuir o consumo de combustíveis, entre outros.
A obrigatoriedade da instalação do GPS foi normatizada no ano passado, em portaria publicada pelo Detro, que estabelece as regras para o monitoramento online dos 6.665 ônibus das linhas intermunicipais regulares e 1.430 ônibus de fretamento, da atual frota intermunicipal, além das vans que estão sendo licitadas. Até agosto, toda a frota de ônibus intermunicipais deverá ter o sistema.
Aquelas empresas que não cumprirem os prazos estabelecidos pela portaria do Detro estarão sujeitas a multa de R$ 1.616,40 por veículo infrator, que será aplicada tão logo seja identificada online a irregularidade.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960