Campo Grande: passa a ter ônibus mais caro no País a partir de domingo

sábado, 28 de fevereiro de 2009


Campo Grande passará a ter a tarifa de transporte coletivo mais cara do País a partir deste domingo, 1º de março. O valor terá reajuste de 9,5% para quem usa o cartão, de R$ 2,10 para R$ 2,30, e de 8,8% para quem paga em dinheiro, de R$ 2,30 para R$ 2,50. O anúncio foi feito pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) na véspera de Carnaval, sexta-feira, e após três do pedido ter sido protocolado pelas empresas. Esta manobra foi condenada e repudiada pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT), que ocupou a tribuna para falar sobre o aumento do custo com o transporte coletivo em meio a mais grave crise econômica mundial das últimas décadas. Ele disse que o prefeito recorreu a velha manobra de usar um feriado prolongado para anunciar uma medida impopular. Na sua avaliação, o aumento onerará ainda mais as empresas e a classe trabalhadora. Com o reajuste, o preço da tarifa em Campo Grande passa a ser o mais cara do País, superando valores cobrados em grandes capitais, como São Paulo (R$ 2,30), Brasília (R$ 2,10) e Curitiba (R$ 2,20). Em relação a Cuiabá (MT), que disputa com Campo Grande para ser subsede de um dos jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014, o valor será 21% mais caro. Os cuiabanos pagam R$ 2,05 pelo transporte coletivo.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960