Fortaleza: Informática para evitar atrasos dos ônibus

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O usuário do transporte coletivo sabe bem como é ruim estar em uma parada de ônibus e o mesmo se atrasar, mesmo que apenas cinco ou dez minutos. Toda a sua programação vai embora. Ou pior: se o mesmo passa antes do horário. É ruim mesmo.Pois bem, a Prefeitura de Fortaleza, através de licitação realizada no início de 2004, com participação da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) na implantação e em convênio de cooperação técnica com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), criou o Controle Integrado de Transporte de Fortaleza (CITFOR). Segundo Marcus Vinícius de Oliveira, chefe do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR), da AMC, ‘‘o valor global do projeto é da ordem de R$ 16 milhões’’.Como funcionaDe acordo com Oliveira, no projeto do CITFOR, os ônibus são dotados de equipamentos de monitoramento de sua localização (GPS), que permitem comparar a situação real de horários dos veículos com a tabela horária pré-definida pela Etufor. ‘‘Assim, pode-se saber em tempo real como está a qualidade de operação dos ônibus com relação ao cumprimento de horários’’, disse o chefe do CTAFOR.Segundo Oliveira, o CITFOR tem como objetivo aumentar a qualidade do serviço de transporte coletivo por ônibus, fazendo uso de ferramentas de TI (Tecnologia de Informação). ‘‘Ou seja, por meio de equipamentos de monitoramento (GPS) e comunicação (GPRS) o projeto oferece ao usuário deste tipo de transporte público mais qualidade de informação, serviços e segurança. O sistema conta ainda com a possibilidade de dar prioridade aos ônibus, automaticamente, nos semáforos, reduzindo atrasos e os tempos de deslocamento. Também possível identificar qualquer desvio ou alteração na rota e se comunicar com o motorista por um terminal instalado no painel do veiculo’’.
Fonte: Diário do Nordeste
READ MORE - Fortaleza: Informática para evitar atrasos dos ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960