Governo de Pernambuco desapropria área para construção de mais um Terminal de Integração em Olinda

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

O governo estadual autorizou, através da publicação do decreto nº 31.889 (03/06/2008), a desapropriação da área onde será construído o Terminal Integrado do Xambá, em Olinda. O projeto, cujo nome inicial seria Caenga, ganhou nova identidade como forma de homenagear a comunidade local, com quem a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) negociou e fechou uma importante parceria. Para garantir a desapropriação dos nove terrenos que compõem a área onde será construído o novo TI, a EMTU participou de uma intensa pesquisa com técnicos da Prefeitura de Olinda. Depois da escolha da área, teve início a negociação com as comunidades de todo o entorno. Os projetos técnicos já começaram a ser desenvolvidos pela EMTU. A previsão é de que a licitação para a escolha da empresa que fará a construção do equipamento será aberta ainda no segundo semestre deste ano. O Terminal do Xambá atenderá os usuários do Sistema Estrutural Integrado que transitam pela Zona Norte da RMR, beneficiando diretamente os municípios de Recife, Olinda e Paulista. A previsão inicial dos estudos feitos pela EMTU indica que o TI atenderá cerca de 70 mil usuários por dia, com atuação de 9 linhas alimentadoras e 6 troncais (entre perimetrais e radiais). Serão feitas cerca de 1,3 mil viagens/dia utilizando uma frota de 85 veículos (sendo 31 convencionais e 56 articulados/alongados). O novo TI está localizado em uma área de grande concentração populacional. Graças a uma série de intervenções que serão realizadas nas imediações pela Prefeitura de Olinda e o Governo do Estado (especialmente na avenida Presidente Kennedy) com recursos do Pró-Metrópole – o Terminal do Xambá ganhará uma importância ainda maior, graças à ampliação da infra-estrutura viária local, que contará, inclusive, com um corredor exclusivo de ônibus, garantindo maior fluidez no trânsito e prioridade para o transporte coletivo. Este será o terceiro terminal construído pelo governo estadual, desde o início da gestão do governador Eduardo Campos – que tem tratado a questão do transporte público de passageiros como prioridade. O presidente da EMTU, Dilson Peixoto, comemorou a publicação do decreto de desapropriação. “O governador de Pernambuco vem trabalhando com muito empenho para garantir a melhoria e a ampliação do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife. Nos últimos dez anos pouco foi feito nesta área. Atualmente, no entanto, graças à priorização dada ao setor estamos iniciando o processo que vai culminar com a construção do terceiro terminal de integração desde o início da atual gestão.”, destacou.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960