Estações do metrô de BH recebem investimento de R$ 2 mi para acesso de deficientes

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Estações do metrô de Belo Horizonte estão passando por obras para garantir a acessibilidade de pessoas com necessidades especiais. A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Belo Horizonte (CBTU), que informou que atualmente 11 estações serão adequadas, além de sete que já adaptadas. 

As intervenções vão promover a instalação de piso podotátil em todos os acessos, plataformas e saguões das estações. Escadas e rampas receberão novos corrimãos para dar mais segurança aos deslocamentos dos usuários. Todas as estações também passarão a contar com banheiros acessíveis destinados aos passageiros do sistema, além de sinalização indicativa dos degraus nas escadas. As obras irão promover ainda a adequação das bilheterias, visando atender aos usuários, e das salas operacionais das estações.

Outro montante de cerca de R$ 213 mil também foi investido na elaboração dos projetos executivos de acessibilidade das estações Lagoinha, Calafate, Gameleira e Cidade Industrial. De acordo com a empresa, cerca de R$ 1,8 milhão foram investidos nos terminais Santa Inês, José Cândido da Silveira, Minas Shopping, São Gabriel, Primeiro de Maio, Waldomiro Lobo e Floramar. As adequações atendem às especificações técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que visam proporcionar a utilização de maneira autônoma e segura do ambiente, mobiliário, equipamentos e elementos dos sistemas de trens urbanos.

Informações: Estado de Minas

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960