Em SP, MP dá 45 dias para Prefeitura proibir táxis nos corredores de ônibus

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O promotor de Habitação e Urbanismo Maurício Ribeiro Lopes afirmou nesta terça-feira, 17, que recomendará à Prefeitura de São Paulo revogar em até 45 dias a portaria que permite aos táxis usar os corredores exclusivos de ônibus. Caso a ordem não seja cumprida, o Ministério Público Estadual ajuizará uma ação civil pública contra o governo municipal. Um estudo da Secretaria Municipal dos Transportes mostra que, sem os táxis, os corredores seriam 25% mais rápidos para os ônibus.

"Findo esse prazo, sem uma justificativa plausível que leve a uma eventual renovação desse prazo, o Ministério Público ajuizará ação civil pública contra a Prefeitura, porque o nosso compromisso único e exclusivo está voltado para a população que usa ônibus na cidade", disse Ribeiro Lopes em uma entrevista da qual participou o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto.

Ainda de acordo com ele, pesquisas mostram que o paulistano médio perde quatro anos de suas vidas no trânsito. O levantamento feito pela Prefeitura a pedido da própria Promotoria mostrou que a velocidade dos ônibus pode aumentar 25% caso os táxis sejam proibidos nos corredores. "Estamos devolvendo para essas pessoas um ano de vida", declarou o promotor. "Sinto-me profundamente devedor de um ano de vida, de satisfação, a essas pessoas."


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

O secretário Tatto, contudo, afirmou que não tem uma decisão sobre o assunto, argumentando que o tema precisa ser debatido com "os interessados", tanto no Conselho da Cidade quanto no de Transportes e Trânsito. Ainda assim, o dirigente declarou que os táxis "atrapalham" o deslocamento dos ônibus nos corredores. "Tudo o que invade o corredor atrapalha o ônibus. Só não sabíamos o quanto atrapalha. Verificamos que 1% dos usuários de carro (táxis) atrapalha 99% dos usuários do transporte coletivo."

O próprio levantamento da Prefeitura, entregue a Ribeiro Lopes na semana passada, recomenda a retirada dos táxis dos corredores.

A decisão não versa sobre as faixas exclusivas de ônibus, que ficam à direita na pista, e onde os táxis nunca puderam entrar.

Protesto. Nessa segunda-feira, 16, taxistas fizeram uma carreata nas regiões sul e central de São Paulo para protestar contra a proibição de circular nas faixas e corredores exclusivos de coletivos na capital. O comboio foi até o Aeroporto de Congonhas e depois seguiu para a Prefeitura.

Informações: MSN
READ MORE - Em SP, MP dá 45 dias para Prefeitura proibir táxis nos corredores de ônibus

Dilma anuncia pacote de obras de mobilidade de R$ 2,9 bilhões para Pernambuco

A presidente Dilma Rousseff anunciou um pacote de investimentos de aproximadamente R$ 2,9 bilhões em obras de mobilidade para Pernambuco nesta terça-feira (17). O anúncio foi feito durante a cerimônia de conclusão da plataforma P-62, no Estaleiro Atlântico Sul, no complexo portuário de Suape, Litoral Sul do estado. Entre as obras, está o Arco Metropolitano da BR-101, no Recife, que teve o edital de licitação assinado durante a cerimônia pelo general Jorge Fraxe, diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).

O Arco Metropolitano vai ser licitado através do Regime Diferenciado de Contratação (RDC) e a estimativa é de que o valor fique em torno de R$ 1 bilhão, todo com verba do Governo Federal. “Fizemos uma estimativa de R$ 1 bilhão, pode ser um pouco menos, um pouco mais, ninguém sabe o que será. Hoje estamos anunciando a licitação feita com dinheiro exclusivo do Governo Federal”, explica Dilma Rousseff.

O governo vai investir ainda em cinco corredores de ônibus para as Avenidas Beberibe, Recife, Abdias de Carvalho, Domingos Ferreira e Mascarenhas de Morais, também com recursos da União. “Nós estamos cuidando de uma coisa que é muito importante no Brasil, que é a mobilidade urbana. […] As pessoas têm o direito de ganhar o tempo delas. O tempo que você perde no transporte, é um tempo morto”, afirmou a presidente.

Em parceria com a Prefeitura do Recife, vai ser implantado, na Avenida Norte, um veículo leve sobre trilhos (VLT). Do R$ 1,6 bilhão necessário para a obra, R$ 840 milhões vão ser a fundo perdido do Governo Federal, enquanto o restante vai ser financiado para a Prefeitura. “Também vamos colocar um recurso para fazer projetos para um VLT que vai sair do Centro e ir para Boa Viagem [Zona Sul]”, adianta Dilma.

Com o governo estadual, foi anunciado também o corredor fluvial sul, que vai ligar o Centro do Recife à Zona Sul, complementando os corredores fluviais já anunciados, como o do Rio Beberibe. “Acho que é uma parceria muito boa que nós temos na área fluvial. É o único corredor fluvial do Brasil, o fluvial sul, que complementa os corredores que já temos aqui”, afirmou a presidente.

Informações: G1 Pernambuco
READ MORE - Dilma anuncia pacote de obras de mobilidade de R$ 2,9 bilhões para Pernambuco

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960