Sistema de BRT faz revolução com ônibus na Colômbia

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Embarcar num “colectivo” vazio numa das ruas da capital colombiana em horário de pico é praticamente uma aventura. Entre uma imensidão de táxis amarelos, nada menos que 16 mil vans, micro-ônibus e ônibus de carrocerias rústicas, com pouco conforto e montados sobre chassi de caminhão, disputam a preferência dos passageiros, num emaranhado de linhas permissionárias que quase beira o caos. Quase, não fosse o projeto Transmilenio. Implantado em 2000, o sistema Bus Rapid Transit (BRT, sigla em inglês para ônibus de trânsito rápido) tem revolucionado a mobilidade na congestionada metrópole de quase 11 milhões de habitantes a partir da necessidade básica de regular e controlar o transporte coletivo. “Antes o sistema era totalmente informal, sem análises de demanda, componentes técnicos e dispersão de operadores. Não havia responsabilidade com os usuários e o que importava era o pagamento da tarifa”, lembra Fernando Rojas, subgerente da empresa Del Tercero Milenio, responsável pela manutenção do sistema.

Nesse meio tempo, quatro mil “colectivos” foram substituídos por ônibus convencionais, articulados e biarticulados, tirando milhares de carros das ruas e aliviando os impactos do rodízio imposto pela Alcadia Maior, instituição equivalente a uma prefeitura. A nova frota, composta por modelos produzidos pelas encarroçadoras brasileiras Busscar, Comil e Superpolo (joint-venture entre o grupo local Fanalca e a gaúcha Marcopolo), opera diferentes tipos de linhas integradas, onde por meio de cartão se paga uma tarifa de 1.700 pesos colombianos, equivalente a US$ 0,96, para ir de um ponto a outro de Bogotá. Não há cobradores nem dinheiro nos ônibus, o que, somado ao intenso policiamento, elimina a possibilidade de não se pagar a passagem.

CONTROLE - Entre bairros, terminais e estações-ponto dos corredores do BRT rodam os ônibus alimentadores, identificados pela cor verde. Mas as estrelas da operação são os enormes ônibus trocais vermelhos, com capacidade de 160 a 220 passageiros. Esses articulados ou biarticulados percorrem as pistas exclusivas em seis avenidas numa velocidade limitada a 60 km/h, sendo monitorados por um centro de operações. “Hoje atendemos 30% da demanda, mas pretendemos alcançar 100% dos passageiros de ônibus nos próximos dois anos”, planeja Rojas.

 Para alcançar o objetivo, o Transmilenio ainda depende da terceira fase de implantação. São 32 novos quilômetros de pistas rápidas que serão acrescentadas aos atuais 84 quilômetros até janeiro de 2012. Nove operadores e 360 ônibus zero quilômetro, dos quais 200 biarticulados, e novos alimentadores de piso baixo e motor traseiro entrarão no sistema, o que significa que dezenas de empresas proprietárias de “colectivos” terão que se fundir ou vender a obsoleta frota de até 20 anos de idade para participar do BRT. Do outro lado da frota, os primeiros articulados a entrar no sistema, há exatos 11 anos, ganharam dois anos de sobrevida devido às condições de uso. “Não faria sentido sucateá-los, uma vez que esses ônibus estão em bom estado”, defende o gerente de estratégia e marketing da Marcopolo, Walter Cruz.

Coincidência ou não, esses velhos guerreiros do Transmilenio têm exatamente a mesma idade dos 12 articulados de Belo Horizonte. A diferença entre nós e eles é que, na capital mineira, esses ônibus devem ser retirados de circulação em breve, em detrimento da preferência dos empresários mineiros pelo rentável (e nada cativante) ônibus de motor dianteiro, aquele montado sobre chassi de caminhão.
NÚMEROS DA FASE 2 DO BRT
1 - Centro de controle
520 - ônibus alimentadores
1.257 - ônibus articulados
10 - ônibus biarticulados
7 - Terminais
107 - Estações-ponto
 (Bruno Freitas/EM/D.A Press)


TERCEIRA FASE -
2 -Pátios de estacionamento
14 - Empresas operadoras

(*) O jornalista viajou a convite da Marcopolo
Por Bruno Freitas
Fonte: Estado de Minas

Articulados e biarticulados percorrem pistas exclusivas, agilizando viagens (Bruno Freitas/EM/D.A Press)
Articulados e biarticulados percorrem pistas exclusivas, agilizando viagens


READ MORE - Sistema de BRT faz revolução com ônibus na Colômbia

Tarifa de ônibus de Florianópolis é uma das mais caras do Brasil


Desde domingo, 17, usuários do transporte coletivo de Florianópolis que utilizam o cartão tarifa única pagam R$ 0,22 a mais para andar de ônibus. O novo valor passou de R$ 2,38 para R$ 2,60, um aumento de 9,24%. Já o valor pago em em dinheiro teve uma redução de 9,69%, baixando de R$ 2,95 para R$ 2,90. O aumento da tarifa social também foi salgado. Com um percentual de 9,38%, pulou de R$1,60 para R$1,75.

Para quem paga com dinheiro, a novidade também passou desabercebida. “Tem muita gente que não se importava com o troco de R$ 0,05, então vai dar elas por elas.

Até agora, quase ninguém reclamou”, afirma o cobrador Paulo Roberto da Silva Júnior.  O cobrador agora teme que mais pessoas optem pelo pagamento em dinheiro, por estar mais barato, e os ônibus sejam alvo de assaltantes.

Reajuste da Tarifa
Social em dinheiro: R$ 1,95  - R$ 2,10   7.69%
Social em cartão: R$ 1,60 – R$1,75        9,38%
Tarifa única dinheiro: R$ 2,95 – R$ 2,90 -1,69%
Tarifa única no cartão: R$ 2,38 – R$2,60   9,24%

Usuários
Catracas giram cerca de 5 milhões de vezes por mês nos ônibus da Capital

20 % (1.158.000) pessoas pagam passagem em dinheiro
18% (1.061.720) pessoas pagam  a passagem no cartão cidadão
15% (864.458) pessoas usam com desconto de estudante
34% (1.930.190) usam o cartão vale-transporte
13% (7.539) idosos
4.3% (1.600) tarifa social


Informações do ND Online

READ MORE - Tarifa de ônibus de Florianópolis é uma das mais caras do Brasil

Bilhete Único de Guarulhos, Saiba as Vantagens e os postos de atendimento

Para adquirir seu cartão é necessário fazer a recarga no valor mínino de duas passagens - R$ 5,80. O pagamento deve ser à vista e os créditos são insidos na hora.

O uso de mais de um ônibus ou micro-ônibus na viagem pode ser realizado entre quaisquer linhas municipais, tanto na ida quanto na volta, e em qualquer local (terminais, estações de transferência ou pontos de parada), porém o Bilhete Único de Guarulhos pode ser usado somente nas linhas municipais. Caso precise utilizar uma linha municipal e outra intermunicipal, você terá que pagar as duas tarifas separadamente. A Prefeitura de Guarulhos está trabalhando com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) para que o Bilhete Único possa servir também para as linhas intermunicipais.


Além dos 40 pontos de venda existentes na cidade, os cobradores dos ônibus e micro-ônibus municipais passam também a disponibilizar aos passageiros, unidades do Bilhete Único Cidadão, que pode ser usado por qualquer pessoa na rede de transporte municipal.

Vale salientar que o usuário só tem direito a  integração com outra linha municipal se usar o Cartão, pois o pagamento em dinheiro não permite está integração.

Veja as Vantagens em adquirir o Bilhete Único

FACILIDADEDo tamanho de um cartão de crédito, se bem cuidado o cartão pode acompanhar você por vários anos. Ao aproximar o cartão do validador que está dentro do ônibus, o equipamento emite um sinal sonoro avisando que a catraca foi liberada automaticamente.

ECONOMIAAo utilizar o Bilhete Único de Guarulhos Cartão Cidadão, você tem até 2 horas após validar seu cartão na primeira viagem para embarcar em outro sem pagar nova passagem.

CONTROLEA mecânica de cobrança é muito simples: seus créditos ficam armazenados no cartão. Toda vez que você utiliza o cartão o valor da tarifa é descontado na hora, aparecendo na tela seu saldo atualizado.

AGILIDADESem a operação do troco e de conferências demoradas, a movimentação dentro do ônibus torna-se mais ágil e se reflete nos tempo de parada e de percurso, levndo você mais rápido até onde precisa chegar.

SEGURANÇASem necessitar usar dinheiro, você corre menos riscos. E, mesmo que você seja roubado ou extravie seu cartão, seus créditos podem ser recuperados.

IGUALDADETodos os clientes serão incorporados ao sistema: pessoas com deficiênci física, aqueles que têm 60 anos ou mais, estudantes, professores, trabalhadores que utilizam o vale-transporte.

Endereços dos postos de venda do cartão Bilhete Único Cidadão

Cabine Bonsucesso (Supermercado Nagumo)
Av. Armando Bei, 430, Bonsucesso

Cabine Shopping Bonsucesso
Av. Pres. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 413, Bonsucesso

Cabine Carmela (Supermercado Sublime)
Av. Carmela Thomeu, 678, salão 4, Bonsucesso

Cabine Cabuçu
Estrada David Correia, 2.003, Cabuçu

World Cel
R. Capitão Gabriel, 117, Centro

Cabine Cocaia
Av. Brig. Faria Lima, 2.934, Cocaia

Banca Gopoúva
Pça. Antonio Nader, 1, Gopoúva

Cabine Ouro Branco
R. Humberto Brochini, 156, Jd. Bela Vista

Cabine Cumbica (Supermercado Nagumo)
R. Porto Velho, 150, Jd. Cumbica

Perfumaria Bonfim
R. Porto Velho, 79, Jd. Cumbica

Cabine Pérola (Supermercado Opção)
R. Glauco Antonio Galli, 1, Jd. Palmira

Cabine Presidente Dutra (Supermercado Irmãos Lopes)
R. Amélia Rodrigues, 38, Jd. Pres. Dutra

Cabine São Domingos
R. Limoeiro do Norte, 6, Jd. São Domingos

Cabine São João (Supermercado Irmãos Lopes)
Av. Florianópolis, 360, Jd. São João

Vivo São João (Supermercado Barbosa)
Estrada Guarulhos-Nazaré, 3.055, Jd. São João

Drogaria São Pedro de Vila Galvão
R. Treze de Maio, 238, Vila Galvão

Cabine Lavras (Supermercado Quatro Irmãos)
Estrada das Lavras, 88, Lavras

Cabine Cecap (Supermercado CompreBem)
Alameda das Vitórias Régias, s/n, Pq. Cecap

Cabine Continental (perto do Supermercado Barbosa)
R. Duréia Dina Damiani, 37, Pq. Continetal II

Cabine Mikail (Supermercado Paraná)
R. Dr. Roberto Domingos João Rossia, s/n, Pq. Mikail

Cabine Primavera (Supermercado RC)
Estrada do Zircônio, 1.111, Pq. Primavera
v Loja Paraíba
R. Venâncio Aires, 12, Pq. Uirapuru

Supermercado SS
R. Condessa Amália, 22, Picanço

Cabine Pimentas (Supermercado Nagumo)
Avenida Jurema, 1.600, Pimentas

União Farma (Drogaria Mey)
Av. Guarulhos, 4.056, Ponte Grande

Marcos Freire (Supermercado Vip)
Estrada do Sacramento, 300, Residencial Marcos Freire

Cabine Barbosa
R. Santo Antonio dos Aventureiros, 217, Taboão

Embratel Taboão
Av. Otávio Braga de Mesquita, 4.669, Taboão

Cabine Taboão (Supermercado Irmãos Lopes)
R. Dep. Ulisses Guimarães, 65, Taboão

Revistaria Atual
R. Cônego Valadão, V. Augusta

Cabine Otávio Braga (Supermercado Barbosa)
Av. Otávio Braga de Mesquita, 1.960, V. Flórida

Chaveiro Splice
R. Sete de Setembro, 1.535, Vila Galvão

Revistaria Monte Alegre (Carrefour)
Av. Benjamin Harris Hunnicutt, s/n, Vila Rio de Janeiro

Banca Flórida
Av. Otávio Braga de Mesquita , 100, Vila Barros

Banca Getúlio Vargas
Praça Getúlio Vargas, 18, Centro

Central do Bilhete Único
Rua Silvestre Vasconcelos Calmon, 136, Vila Moreira

Banca Virtual
Rua Justino de Maio, 920, Cidade Satélite Cumbica

K Farma Farmácia
Av. Dr. Timóteo Penteado, 3.491, Vila Galvão

Farmácia Central de Guarulhos
Rua João Gonçalves, 430, Centro

Drogaria Taboão
Av. Otávio Braga de Mesquita , 4.671, Taboão

Aeroporto Internacional de Guarulhos (Viação Caprioli – Terminal 2 – Asa C)
Rodovia Hélio Smidt, s/n, Cumbica

Terminal Urbano da Rodoviária de Guarulhos
Alameda dos Lírios, s/n, Cecap

Papelaria Foto Flash
Av. Nair de Oliveira Costa, 8, Jardim Fortaleza

Banca Niltinho
Av. Dr. Renato de Andrade Maia, 456, Paraventi

Big Informática
R. Nossa Senhora Mãe dos Homens, 165, Vila Progresso

Informações da Central de Bilhete Unico

                 Mais Notícias de São Paulo

Share |
READ MORE - Bilhete Único de Guarulhos, Saiba as Vantagens e os postos de atendimento

Em Olinda, Buracos e mais buracos na Estrada do Passarinho

Quem precisa passar pela Estrada do Passarinho, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, sofre com os buracos em muitos trechos da via. Falta de sinalização e asfalto vem tirando a paciência de moradores e motoristas que tem que trafegar todos os dias por esta via, o blog meu transporte foi conferir de perto o que realmente está se passando por esta via tão importante de Olinda, e o que vimos foi uma estrada totalmente abandonada, e com buracos e até podemos falar de crateras, os motoristas de ônibus reclamam que sofrem bastante com está via, eles relataram que durante a noite, a pouca iluminação dificulta e assusta ainda mais, sem falar nos problemas de saúde. Um dos motoristas relatou que os passageiros pedem para o ônibus ir mais rápido mesmo sobre os buracos, devido ao medo de serem assaltados.
A Prefeitura de Olinda informou através da secretária de serviços públicos, que a estrada do passarinho e outras ruas adjacentes serão em breve pavimentadas, ele relatou a 03 semanas em entrevista ao NETV que a estrada foi pavimentada há dois anos e que este desgaste foi decorrido das chuvas, porém relatou que até o fim de agosto a situação melhoraria e muito com a colocação de britas e conseqüentemente Tapas Buracos, porém não foi isso que o Blog Meu Transporte viu, o que foi visto foi muitos buracos e motoristas sofrendo para não atolarem nos buracos.
Informações Blog Meu Transporte
Video: NE TV


READ MORE - Em Olinda, Buracos e mais buracos na Estrada do Passarinho

São Paulo ganha mais um viaduto na zona leste

O prefeito Gilberto Kassab inaugurou neste domingo (28) o Viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida na Zona Leste, que liga as Avenidas Salim Farah Maluf e Radial Leste. As obras tiveram início em 2007, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras, e agora vão melhorar o deslocamento de automóveis entre os bairros do Belém, Mooca e Tatuapé.
"A importância desse viaduto é extraordinária para a região e também para São Paulo, pela melhoria na fluidez de veículos neste ponto que é a porta de entrada e saída da Zona Leste. A partir dele daremos mais segurança e conforto para aqueles que usam seus carros para ir trabalhar, levar seus filhos à escola ou passear. Enfim, esta obra beneficia os quase 7 milhões de proprietários de veículos que circulam pela cidade", disse Kassab.
O Viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida foi construído com estaios, tecnologia que permite maior leveza à estrutura com menor interferência no trânsito da região durante a obra. Com a inauguração, três semáforos trifásicos deixam de operar, o que garante mais segurança para os pedestres e fluidez aos motoristas.

"O investimento nessa obra foi de R$ 114 milhões diretamente do cofre municipal. O viaduto tem uma característica técnica arrojada que são os estaios, que podem ser trocados sem ter que interromper o tráfego e que são monitorados eletronicamente. Por meio da informática sabemos, por exemplo, a tensão dos cabos", afirma Elton Santa Fé Zacarias, secretário de Infraestrutura e Obras.
Segundo o Diretor de Operação da CET, Eduardo Macabelli, o novo viaduto vai aumentar o conforto dos motoristas. "Essa obra vai diminuir em pelo menos 20 minutos o percurso do motorista no Minianel Viário. Neste viaduto e no Catiguá-Balem passarão mais de seis mil veículos por hora nos períodos de pico. Isso alivia a Radial Leste que é um importante eixo de transporte coletivo", explica.
Com três faixas de rolamento (duas sentido centro e uma no sentido bairro) e com cerca de 120 metros de comprimento, o Dom Luciano Mendes de Almeida possui 60 metros de vão livre e calçadas para permitir o tráfego seguro de pedestres.

A vice-prefeita e secretária de Assistência Social, Alda Marco Antonio, o cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, e o irmão de Dom Luciano Mendes de Almeida, Dr. Cândido Mendes, também compareceram à inauguração. Uma fac-simile da placa inaugural foi entregue à família.

Fonte: DCI

READ MORE - São Paulo ganha mais um viaduto na zona leste

Metrô SP implanta novo sistema de recarga do Bilhete Único

O Metrô deu início à transição do sistema de recarga do Bilhete Único (BU). Ao todo, nas 62 estações do sistema metroviário, houve aumento de pontos assistidos de carga e recarga do BU (de 70 para 80), das máquinas de atendimento automático (de 23 para 182) e dos equipamentos de recarga automática de vale transporte (VT) e consulta de saldos (de 254 para 353).

Com a mudança, o número de empresas responsáveis por esses serviços passa de um para quatro. Isso permitirá a ampliação dos canais de acesso para carga e recarga dos bilhetes, garantindo a melhoria da qualidade do serviço e, consequentemente, a redução de filas.

Vinte e cinco estações já contam com novas cabines de atendimento assistido, que realizam carga e recarga do BU. São elas: Ana Rosa, Vila Mariana, Santa Cruz, Praça da Árvore, Saúde, São Judas, Tucuruvi, Parada Inglesa, Jardim São Paulo, Santana, Brigadeiro, Paraíso, Santos-Imigrantes, Alto do Ipiranga, Corinthians-Itaquera, Artur Alvim, Patriarca, Guilhermina-Esperança, Vila Matilde, Penha, Palmeiras-Barra Funda, Marechal Deodoro, Santa Cecília, República e Pedro II.

Estima-se para meados de setembro a instalação de novas cabines assistidas em mais 15 estações: Anhangabaú, Bresser-Mooca, Belém, Tatuapé, Carrão, Vila Madalena, Sumaré, Clínicas, Consolação, Trianon-Masp, Chácara Klabin, Butantã, Faria Lima, Pinheiros e Paulista. As demais estações têm instalação prevista a partir da segunda quinzena de setembro.

Algumas estações do Metrô contam apenas com máquinas de atendimento automático, onde é possível fazer somente a recarga do Bilhete Único. Essa recarga pode ser feita com cédulas ou cartão de débito. Haverá monitores para orientar os usuários na utilização desses equipamentos.

Os usuários do sistema também têm a facilidade de recarregar seus cartões em endereços próximos às estações.

Veja aqui os postos de recarga:
O Metrô já iniciou campanha informativa antecipando as alterações, com cartazes e folders nas estações, além de comunicação veiculada na TV Minuto (no interior dos trens).
Mais detalhes sobre o sistema de recargas do Bilhete Único no Metrô podem ser conhecidos no site www.metro.sp.gov.br ou também pela Central de Informações do Metrô (tel. 0800 7707722).

            Mais Notícias de São Paulo

Informações do Metrô SP


READ MORE - Metrô SP implanta novo sistema de recarga do Bilhete Único

Notícias Relacionadas

Loading...

Google+ Followers

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Brasil vai inaugurar mais de 250 quilômetros de BRT em 2014

Nova etapa das obras da Linha 4 do Metrô do Rio é iniciada na Gávea

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Governo estuda trem-bala de São Paulo a BH, Curitiba e Brasília

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960