Em São Paulo, Devido a obras de restauração, os ônibus intermunicipais trafegarão pela Eliseu de Almeida

domingo, 22 de maio de 2011

A São Paulo Transporte (SP Trans), responsável pelas linhas e Corredores de ônibus da Cidade de São Paulo fará intervenções no Corredor de Ônibus Campo Limpo – Rebouças – Centro com alterações no tráfego dos ônibus da Avenida Francisco Morato a partir do dia 22 de maio. Será restaurado o pavimento da faixa exclusiva destinada aos ônibus. A obra será feita por etapas.

Com isso, as 21 linhas intermunicipais gerenciadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU irão durante toda a fase de obras serem desviadas para a Avenida Eliseu de Almeida. As linhas municipais gerenciadas pela SP Trans continuarão a trafegar pela Francisco Morato, usando a faixa da direita.

Corredores de Ônibus da Avenida Francisco Morato vão ser recapeados

Os ônibus que ligam Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra a capital paulista, deixam de circular pela av. Francisco Morato e passam a fazer o trajeto pela av. Eliseu de Almeida até o final das obras.

A intervenção inicial será no trecho entre as Ruas Aparaó e Edmundo Scannapieco no sentido Centro. A duração das obras será por um período de 25 dias. Como alternativa, os motoristas poderão utilizar as ruas Aparaó, Comandante Lira, Lício Marcondes do Amaral e Três Irmãos. Uma outra opção para quem segue em direção a Pinheiros é utilizar a Avenida Eliseu de Almeida.

A intervenção urbana será dividida em quatro fases para minimizar o impacto no trânsito. A previsão para o final das obras é maio de 2012 e custarão em torno de R$ 22,9 milhões. O pavimento, atualmente revestido com asfalto, receberá uma nova cobertura, a exemplo de outros corredores como o 9 de Julho – Santo Amaro e possibilitará um aumento da velocidade dos ônibus, atualmente em 12 km/h. Em torno de 300 mil pessoas utilizam o Corredor diariamente.

Metrô: novas previsões
O consórcio Via Quatro e a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos anunciaram novas previsões de datas para ampliação do horário de funcionamento da Linha 4 Amarela do Metrô. No dia 2 de Junho será feita a integração com a Linha 9-Esmeralda da CPTM a partir da Estação Pinheiros. Em seguida a operação comercial que hoje funciona das 4h40 às 15h00 será estendida para as 4h40 às 00h00 durante a semana, de segunda a sexta.

Até outubro deste ano deverão ser entregues as Estações República e Luz, finalizando a primeira fase das obras da Linha e a extensão do funcionamento para os finais de semana.


READ MORE - Em São Paulo, Devido a obras de restauração, os ônibus intermunicipais trafegarão pela Eliseu de Almeida

Em Goiânia, O citybus, transporte feito em micro-ônibus com ar-condicionado deve passar por ajustes nos próximos dias


O citybus, transporte feito em micro-ônibus com ar-condicionado voltado para um público de melhor poder aquisitivo, completou dois anos de criação em Goiânia no mês passado e ainda dá prejuízo. Segundo o Consórcio Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC), mensalmente 145 mil pessoas são transportadas nos 65 veículos da frota, distribuídos por 10 linhas, mas, para dar lucro, esse número deveria chegar a 200 mil usuários por mês. Para reverter essa situação, o sistema deve passar por ajustes nos próximos dias.

O POPULAR apurou que a tendência é de redução no preço da passagem do citybus, para um valor intermediário entre o que é cobrado hoje e a tarifa dos ônibus do transporte coletivo. A tarifa do citybus não foi afetada pelo aumento de 11% na do transporte convencional. Para pagamento em dinheiro, ela continua custando 3 reais, mas apenas para pagamento em moedas. Há outras opções, como o bilhete de um dia e o sitpass (veja quadro nesta página) .

O Consórcio RMTC não revela os valores do prejuízo com o serviço - apenas adianta que eles são "muito altos" -, mas deixa clara sua intenção de que ele continue existindo. "Esse serviço traz qualidade para a cidade e já tem seu público, por isso defendemos que ele precisa ser viabilizado", afirmou ao POPULAR o diretor do Consórcio RMTC, Leomar Avelino. Ele acredita que a questão da tarifa do citybus será definida até o fim desta semana.

Nos horários de pico, garante Avelino, a maioria das linhas circula com os veículos lotados ou perto da lotação. "A grande deficiência é das 8 às 16 horas", explica. Segundo ele, há cerca de seis meses o número médio de passageiros do citybus se mantém estável. Para que o serviço se pague, diz, seria necessário acrescentar 2 mil usuários por dia. Considerando que cada micro-ônibus realiza 15 viagens, precisaria angariar três novos usuários por viagem em cada linha. Parece pouco, mas não é.

Avelino reconhece que o serviço foi criado para atender ao público das classes A e B que, indicavam as pesquisas realizadas à época, se disporia a deixar o carro em casa para usar um transporte com itens de qualidade como ar-condicionado, não transportar passageiros em pé, ter acesso a internet sem fio e contar com linhas convidativas. Ocorre que o público do citybus é basicamente formado pela classe C e estudantes.

Adequação
A primeira adequação foi feita em julho de 2009, três meses depois da criação do serviço, quando as operadoras perceberam que ninguém iria deixar o carro em casa para usar o transporte público. "As linhas iniciais eram para as classes A e B, por isso fizemos as primeiras mudanças. Agora, deveremos fazer outras, não vamos jogar a toalha", assegura Avelino.

A diretora técnica da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Áurea Pitaluga, também defende que seja feita uma reavaliação do serviço. "Ele ainda não é viável economicamente, mas também não impacta no serviço convencional e já tem seus próprios usuários", justifica.

A doméstica Lucimar Virgínia de Oliveira diz que só não usa mais o citybus por causa do preço. "Demora um pouco a passar, mas é bem mais confortável", diz. Para ela, o fato de só pagar tarifa promocional em moedas é um problema. "Deveriam aceitar cédulas". O estudante Marco Antônio Alves dos Santos, de 18 anos, diz que usa o citybus para ir ao shopping. "O serviço é bom, embora demore um pouco a passar". Já o representante comercial Manoel Aires Neto conta que deixou de usar. "No início, achei que daria certo, mas não mudou nada".

Fonte: O Popular

READ MORE - Em Goiânia, O citybus, transporte feito em micro-ônibus com ar-condicionado deve passar por ajustes nos próximos dias

Em Ponta Grossa, Usuário questiona aumento da tarifa de ônibus

A tarifa do sistema do transporte coletivo de Ponta Grossa, que permite ao usuário utilizar várias linhas pagando apenas uma passagem, foi reajustada no último domingo. O Conselho Municipal de Transporte aprovou o novo valor para R$ 2,40. Anteriormente, a tarifa custava R 2,20. Esse aumento gerou questionamentos em alguns membros da sociedade. O presidente da Associação de Moradores do Jardim Tropeiros I e II, Marcos Levandoski, afirma que não houve discussão sobre o assunto. “Esse aumento foi autorizado à surdina, sem que ninguém soubesse. Estamos pagando muito caro e sem saber os motivos que levaram a ter esse aumento. Aprovaram o novo valor de um dia para o outro.


READ MORE - Em Ponta Grossa, Usuário questiona aumento da tarifa de ônibus

Em Salvador, Greve de ônibus a partir de terça-feira vai deixar mais de 1 milhão de pessoas sem transporte

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários  promete realizar uma greve de motoristas - que circulam em Salvador e Região Metropolitana - na próxima terça-feira (24), caso os empresários não ofereçam uma nova proposta, conforme assegurou o diretor do sindicato, Hélio Ferreira, nesta sexta-feira (20).
Mais de um milhão de pessoas na capital baiana dependem das frotas dos coletivos, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Salvador (Seteps).
Em assembleia realizada na última segunda-feira (16), os rodoviários aprovaram estado de greve. Os participantes da reunião não aprovaram a proposta de reajuste apresentada pelos empresários, que ofereceram aumento salarial de 3,72%, contra os 18% reivindicados pelos trabalhadores.
No último dia 2, a categoria realizou um manifesto - impedindo a saída dos ônibus das garagens. Centenas de pessoas ficaram aguardando nas paradas de ônibus por coletivos. Alguns resolveram usar o táxi como alternativa, já outros preferiram a carona de vizinhos para não se atrasarem no início do expediente.


Fonte: Tribuna da Bahia

READ MORE - Em Salvador, Greve de ônibus a partir de terça-feira vai deixar mais de 1 milhão de pessoas sem transporte

Motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve amanhã por tempo indeterminado

Os motoristas e cobradores de ônibus de Natal entrarão em greve por tempo indeterminado, após a meia-noite deste domingo.  A decisão foi tomada na última quarta-feira, dia 18, após assembleia geral da categoria e  o “insucesso” nas negociações  entre  o Sindicato dos Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro/RN) e o sindicato patronal Seturn, iniciadas em abril. Os rodoviários reivindicam reajuste de 13,98% no salário-base. Atualmente as remunerações praticadas são de R$ 1.192,00 para motorista, por jornada diária de trabalho de 7h20min, e de R$ 715,00 para cobradores. A contrapartida apresentada pelos donos de empresa, de 6,30% referente ao IPC. “O percentual não representa ganho real, apenas a reposição da inflação no período”, ressalta o presidente do Sintro Nastagnan Batista.

Além, do aumento salarial, a categoria busca a unificação do vale-alimentação para R$ 300,00 – equivalente a R$ 10,00 por dia. A  implantação de plano de saúde, cesta básica e o retorno do quinquênio – abono de 5% uma aumento de 5% e a supressão da clausula de dupla função.

Na última quinta-feira, dia 18, a categoria promoveu paralisações de ônibus em três pontos da cidade: no Baldo, em frente ao sindicato da categoria (Sintro), onde era realizada a assembleia; na Bernardo Vieira; e também nas proximidades da Prefeitura de Natal.

A partir de amanhã,  o serviço  de transporte coletivo será feito por  frota emergencial, composta por 196 veículos distribuídos pelas empresas, o que segundo Aldilene Zuza, diretora do Departamento de fiscalização e Vistoria da Semob, obedece a lei de greve que exige  a manutenção de 30% da frota atual de 647 veículos. “A Secretaria fará a fiscalização tanto nas garagens das empresas, quanto nos pontos de ônibus para assegurar o cumprimento e a frequência dos serviços”, afirmou Aldilene Zuza.

READ MORE - Motoristas de ônibus de Natal vão entrar em greve amanhã por tempo indeterminado

Greve de ônibus em São Luís esta mantida para amanhã

A greve dos rodoviários, em São Luís, está mantida para amanhã, a partir da 0h. Ontem pela manhã, uma demorada reunião entre a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Sindicato dos Rodoviários, Sindicato dos Empresários e representantes da Justiça do Trabalho resolveram que a greve está mantida, mas que pelo menos 80% da frota deve circular.
A paralisação será por tempo indeterminado. Por isso, temendo mais confusão, o secretário Clodomir Paz informou que a SMTT solicitou apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal para resguardar a integridade física das pessoas e o patrimônio público e privado.
A decisão de manter 80% da frota veio por meio de uma medida cautelar (nº 435/2011) da Justiça do Trabalho. "O direito a greve foi garantido, mas temos que garantir também o direito do cidadão de ir e vir", disse o secretário.
Com a decisão da Justiça, a frota cai para 919 ônibus circulando. De acordo com informações da secretaria, em dias úteis normais, 1.108 ônibus circulam. Na reunião, ambos os sindicatos receberam a planilha produzida pela SMTT informando a distribuição de ônibus por empresa e linha.

Motivo

Na reunião de ontem não foi tratado os motivos da greve, apenas a garantia de circulação de 80% da frota. A discussão para acabar com o descontentamento dos trabalhadores no transporte coletivo ficou para outra oportunidade.
O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (STTREMA) exige aumento salarial de 16% e mais 30% de reajuste no tíquete-alimentação. A contraproposta foi bem abaixo, apenas 2% de aumento salarial e nada de reajuste no tíquete. Duas reuniões entre os sindicatos antecederam a decisão de paralisação.
O temor dos usuários de ônibus é que se houver reajuste, a passagem fique mais cara. Atualmente a maior tarifa no perímetro urbano é de R$ 2,10. Aos domingos e feriados, a passagem é reduzida pela metade para todos os usuários.

Fonte: O Imparcial

READ MORE - Greve de ônibus em São Luís esta mantida para amanhã

Transalvador monta esquema para amenizar prejuízos com greve de ônibus

A Transalvador elaborou um plano para amenizar os transtornos que a paralisação dos rodoviários causará à população da capital baiana. Entre as medidas, está a liberação de vans de municípios vizinhos e 300 micro-ônibus do Sistema Complementar de Transporte (Stec) para atender às linhas que circulam até o centro da cidade. O superintendente do órgão, Alberto Gordilho, afirmou que aguardará a determinação da Justiça do Trabalho sobre a frota mínima a ser oferecida à população. Segundo o diretor de Transportes da Transalvador, Marcos Flores, o percentual de veículos que continuará em circulação deverá ser distribuído, principalmente, pela BR-324, Avenida Paralela, orla e Suburbana.


READ MORE - Transalvador monta esquema para amenizar prejuízos com greve de ônibus

Greve de ônibus chega ao fim em Jundiaí

A greve dos motoristas e cobradores das empresas de ônibus chegou ao fim na manhã deste sábado, após eles aceitarem a proposta discutida entre o sindicato e os empresários do ramo.
Os funcionários receberão, segundo o acordo, um aumento de 10% e R$ 9,35 de auxílio alimentação, além da participação de renda de R$ 300. Trata-se da mesma proposta oferecida anteriormente pelos empresários, mas negada pelos trabalhadores na ocasião.
Depois de dois parcialmente parado e de ter afetado cerca de 130 mil usuários, a greve foi encerrada após uma madrugada de discussão entre sindicalistas e trabalhadores.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, Laurindo Lopes, afirma que a luta, agora, é para fazer com que os trabalhadores que pararam não sejam lesados.

Fonte: Rede Bom Dia

READ MORE - Greve de ônibus chega ao fim em Jundiaí

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960