Vem aí o Dia Mundial Sem Carro

terça-feira, 20 de setembro de 2011

No dia 22 de setembro, em cidades do mundo todo, são realizadas atividades em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida nas cidades, no que passou a ser conhecido como Dia Mundial Sem Carro. Na Europa, a semana que antecede a data é repleta de atividades, na chamada Semana Europeia da Mobilidade (16 a 22 de setembro).

A mobilização que ocorre nesta data é um exercício de reflexão muito bem-vindo sobre a dependência e o uso (muitas vezes) irracional dos automóveis em nossa sociedade, já que boa parte dos brasileiros, principalmente das grandes cidades, recebe um grande número de informações sobre o impacto do uso do carro na nossa vida. Nas notícias, além dos danos sobre a nossa saúde – mais notados na respiração, no sono afetado e no stress de congestionamentos e do transporte público -, vemos frequentemente a influência dos acidentes ocorridos no trânsito como pauta rotineira na sociedade moderna.

O Dia Mundial Sem Carro foi implantado pela primeira vez na França, em 22 de setembro de 1997. Em 2000, a União Européia instituiu a Jornada Internacional "Na Cidade, sem meu Carro", reunindo 760 cidades. Em 2001, 1.683 cidades participaram. Encorajados pelo êxito da iniciativa do Dia Europeu sem Carros, a comissão organizadora lançou, em 2002, a Semana Européia da Mobilidade. O movimento vem crescendo em todo o planeta e ganha novas programações envolvendo prefeituras, ONG’s e a sociedade civil a cada ano no Brasil.

O objetivo principal do Dia Mundial Sem Carro é estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto. A ideia é que essas pessoas experimentem, pelo menos nesse dia, formas alternativas de mobilidade, tema da campanha em 2011, descobrindo que é possível se locomover pela cidade sem usar o automóvel. Na próxima quinta, deixe o carro na garagem e não deixe de participar!

Por Éverton Oliveira,
da redação Uai Meio Ambiente

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960