Greve de ônibus em Sorocaba e Votorantim é suspensa

terça-feira, 31 de maio de 2011

A greve do transporte coletivo em Sorocaba e Votorantim foi suspensa antes mesmo de começar. Prevista para ter início na madrugada desta terça, foi adiada para a madrugada de quarta com a apresentação de uma proposta dos responsáveis pelas empresas que cuidam das linhas.
Em assembleia realizada na manhã desta terça, a proposta foi aceita pelos funcionários, efetivamente encerrando qualquer possibilidade de greve. Uma segunda assembleia está marcada para as 18h, mas historicamente, não há registro de duas assembleias com funcionários do transporte coletivo resultando em decisões diferentes.
Na segunda-feira (30), representantes do sindicato e diretores das cinco empresas (STU, Reunidas, Jundiá, Rosa, São João e Votur) que possuem ônibus atendendo a Sorocaba e Votorantim se reuniram na sede do Sindicato dos Condutores por quase três horas para tentarem um acordo.
O encontro foi intermediado por representantes da Urbes - Trânsito e Transporte. Ao final da reunião a portas fechadas, ambas as partes afirmavam que a conversa havia avançado consideravelmente. Prova disso é o fato da diretoria do sindicato sujeitar a proposta à assembleia nesta terça-feira. Antes do encontro, o vereador e vice-presidente do sindicato, Francisco França, disse que a proposta só seria avaliada se fosse “plausível e decente”. Caso contrário, estaria mantida a greve já para a madrugada desta terça-feira. 
A principal reivindicação dos motoristas dizia respeito ao reajuste salarial da categoria. Eles pediam aumento de 10,6%, e até a semana passada os donos de empresas de ônibus ofereciam 7,3%, o que teria incitado a possibilidade de greve. Nesta segunda-feira, no entanto, a nova proposta atingiu o patamar dos 9% de reajuste. A proposta também contempla R$ 700 de participação nos lucros e resultados (contra R$ 800 reivindicados) e ticket refeição de R$ 14 (atualmente são R$ 13 e os motoristas pediam R$ 15).
Outra exigência do sindicato era a contratação de 100 agentes de bordo, que teriam como função auxiliar a população e evitar a evasão através da ação dos pula-catracas. Os donos de empresas propuseram a contratação de metade, entre janeiro e março do próximo ano.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960