Faixa exclusiva para ônibus será ampliada em João Pessoa

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A partir da próxima semana, os usuários de transportes coletivos de João Pessoa notarão uma grande diferença no cumprimento dos horários dos ônibus. É que a Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans) anunciou que as faixa exclusivas para ônibus terão um aumento significativo de extensão favorecendo a área concentrada do Parque Sólon de Lucena (Lagoa), seguindo até o Terminal de Integração pela ruas Miguel Couto e Cardoso Vieira, retornando à Lagoa pela Avenida Sanhauá, passando pela Rua Padre Azevedo, Avenida Guedes Pereira e, por fim, pela Avenida Padre Meira. Segundo Mário Tourinho, diretor executivo da Associação das Empresas de Transportes Coletivos de João Pessoa (AETC-JP), a área contemplada com as faixas exclusivas é a responsável por boa parte dos atrasos de coletivos nas horas de pico. “Com essas faixas, os motoristas enfrentarão menos congestionamentos e poderão cumprir os horários das viagens, o que não está ocorrendo, em algumas linhas, função dos constantes atrasos por causa dos engarrafamentos”, afirma Mário.
A instalação de faixas exclusivas para ônibus é uma solução que causa efeito a curto prazo e que visa melhorar a fluidez no trânsito das grandes cidades. Com o aumento anual do número de veículos de passeio circulando em vias públicas, a tendência é que os congestionamentos fiquem cada vez mais freqüentes e extensos a cada ano. O objetivo das faixas exclusivas para o transporte coletivo é facilitar a circulação dos ônibus, dando-lhes mais mobilidade.
“Vários atrasos ocorridos na cidade são decorrentes dos congestionamentos e problemas nas vias urbanas face ao número de veículos em circulação. Isso prejudica as empresas e, mais que isso, os próprios usuários que passam mais tempo nas paradas aguardando”, destaca Mário que afirma ainda que a mudança vai influenciar, inclusive, no bem estar dos operadores, principalmente, dos motoristas.
Mário Tourinho elogia a iniciativa da STTrans em escolher o Centro da cidade para a instalação das faixas exclusivas, mas identifica vários outros pontos de congestionamento que precisam ter soluções que aumentem a velocidade média dos ônibus. “A STTrans foi feliz na escolha do local de ação, pois é um dos “gargalos” do trânsito na Capital, principalmente em horários de pico, quando a circulação de veículos de passeio é maior. Tenho certeza que a solução causará uma grande impacto no trânsito, mas é necessário um acompanhamento em outras áreas da cidade que também sofrem com engarrafamentos para que o trabalho não seja em vão, à exemplo das avenidas principais dos Bairros dos Bancários e de Mangabeira”, sugere.
A sinalização horizontal (marcação, pintura viária e taxões) foi implantada no último fim de semana e os ônibus já passaram a contar com uma faixa exclusiva para eles. No entanto, apenas com a implantação da sinalização vertical (placas de regulamentação e advertência), que termina essa semana, os veículos de passeio terão que se adequar à mudança, deixando de utilizar a faixa exclusiva aos ônibus. Durante o mês de novembro, não será aplicada nenhuma penalidade aos motoristas que desobedecerem às novas regras. Neste primeiro momento, a intenção da STTrans é orientar os motoristas e para isso, fiscais de trânsito serão colocados nas ruas em que devem ser instaladas as faixas exclusivas para ônibus. A partir de dezembro, motoristas que trafegarem pelas faixas exclusivas sofrerão as sanções cabíveis à infração.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960