Operação do Detro multa quatro empresas de ônibus em Niterói

segunda-feira, 31 de maio de 2010


Uma megaoperação em terminais da Região Metropolitana do Rio, na manhã desta segunda-feira (31), multou onze ônibus de quatro empresas de Niterói por descumprir o horário de circulação previsto para os veículos. Cada empresa terá que pagar R$ 625,39 de multa.
No total, foram flagrados vinte veículos em situação irregular, sendo que onze não cumpriam os horários de circulação. Os outros, segundo o Detro, não apresentavam condições de circulação.
Agentes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) percorreram os terminais de Alcântara, em São Gonçalo; João Goulart, em Niterói; além do Menezes Cortes, na Praça XV, e Mariano Procópio e Passeio, no Centro do Rio.
A ação teve como foco as linhas intermunicipais que atendem a população de São Gonçalo por causa do grande número de reclamações dos passageiros. As empresas estariam substituindo os veículos convencionais por rodoviários como forma de driblar o pagamento com o bilhete único, que custa R$ 4,40. De acordo com o Detro, por lei, os ônibus têm que aceitar o pagamento com bilhete único.
Ao tomar conhecimento da denúncia, o governador Sérgio Cabral determinou ao Detro uma ação imediata para reprimir esta prática.
"Notamos que alguns moradores de São Gonçalo ainda não utilizam o Bilhete Único. Isso pode ser atribuído ao descumprimento do quadro de horários por parte das empresas de ônibus. Mediante à denúncias de usuários, montamos esta grande operação a fim de regularizar o sistema e proporcionar à população todos os benefícios atribuídos ao bilhete único", explica o secretário de Transportes, Sebastião Rodrigues.
O secretário frisa que com o bilhete único, o passageiro paga R$ 4,40 por viagem. Sem o bilhete, o passageiro tem que desembolsar R$ 5,50 nos ônibus convencionais, e R$ 6 nos rodoviários. Para validar os vales convenionais no sistema basta acessar o site http://www.riobilheteunico.com.br/.

Fonte: G1

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960