Ribeirão Preto precisa de mais 50 ônibus adaptados, diz Conselho

quinta-feira, 25 de março de 2010


A quantidade de ônibus coletivos adaptados para portadores de necessidades especiais é insuficiente em Ribeirão Preto, segundo o Conselho Municipal de Promoção e Integração das Pessoas Portadoras de Deficiência (COMPPID).
“Acredito que (são necessários) mais uns 50 ônibus e mais 30 vans. Temos uma lista de espera de 92 pessoas aguardando pela vaga da van, são pessoas que não têm condições de pegar um ônibus adaptado”, afirma a presidente do Sheila Aparecida Simões.
Segundo estimativa do COMPPID, em Ribeirão Preto existem 68 mil pessoas com algum tipo de necessidade especial. Essa população é atendida por 57 ônibus e 16 vans adaptados, de acordo com a Transerp, empresa que gerencia o trânsito da cidade.
Além da falta de ônibus, os portadores de deficiência convivem com dificuldades dentro dos próprios veículos. Na maioria, há apenas uma vaga com cinto de segurança para cadeirantes que, quando ocupada, não deixa espaço para abrir o assento destinado a cegos. Em alguns veículos, o botão de parada não está funcionando.

Fonte: EPTV

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960