São Paulo: Viagens em coletivos têm duração média de 67 minutos

sábado, 11 de abril de 2009


Os passageiros de ônibus, metrô e trem passam, em média, 67 minutos dentro dos veículos a cada viagem na Grande São Paulo. O dado é relativo ao ano de 2007 e faz parte da pesquisa Origem/Destino, divulgada nesta quinta-feira pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos de São Paulo.
Em 1997, as pessoas passavam, em média, 59 minutos dentro de coletivos a cada viagem. Naquele período, quem tinha seu próprio carro demorava, em média, 27 minutos por viagem. Dez anos depois, o levantamento aponta que os motoristas de carros passavam quatro minutos a mais (31) no trânsito da região metropolitana (aumento de 14,8%).
Apesar do tempo médio superior entre as viagens feitas de carro e de coletivos, o levantamento mostrou que 55% das viagens diárias de 2007 foram feitas por ônibus, metrô e/ou trem (13,9 milhões), contra 45% por veículos individuais (11,3 milhões).
Os números mostram pela primeira vez a inversão de uma tendência registrada desde quando a pesquisa começou a ser feita, em 1967. Até 2002, quando foi feito um levantamento preliminar, a participação do transporte individual subiu de 32% para 53%, ultrapassando pela primeira vez os meios individuais, que no mesmo período caiu de 68% para 47%.
A mudança no cenário registrada nos últimos anos é atribuída à elevação da renda da população e aumento da oferta de meios de transportes. Para o diretor de Planejamento do Metrô, Marcos Kassab, outros motivos levam o cidadão a preferir o transporte coletivo. "O passageiro também leva em conta a capacidade de pagar [a passagem], o conforto e a segurança."
Segundo Kassab, assaltos a motoristas e o perigo de ter o carro furtado na rua estimulam o cidadão a deixar seu veículo na garagem. "Conheço muita gente que deixou de usar carro e passou a utilizar o transporte coletivo", completou.
Solução
Como solução para desafogar o tráfego, Kassab aponta o investimento em transportes, como o que é feito por meio do Plano de Expansão do Transporte Metropolitano. Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o programa tem como meta investir R$ 20 bilhões na melhoria do transporte terrestre.
Com este montante, o governo pretende, conforme a secretaria afirmou por meio de nota, aumentar as linhas de trem e metrô, adquirir novas composições e "diminuir o tempo médio de viagem em 25% no sistema metro-ferroviário e ampliar em 55% o número de passageiros transportados sobre trilhos".
"Não adianta abrir grandes avenidas. Temos de levar a infraestrutura para as pessoas, levar metrô, trem e ônibus para perto das casas das pessoas", acrescentou o diretor de planejamento do Metrô.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960