Campo Grande: Tem que ter cobrador de ônibus nos horários de pico

segunda-feira, 30 de março de 2009


O estresse causado para os usuários e os motoristas do transporte coletivo a falta de cobrador de ônibus principalmente nos horários de pico coloca o setor em alerta. “O motorista foi pegar o vale transporte de uma passageira, perdeu o controle do ônibus e bateu no poste". O relato é do aposentado José Maria Meirelles, 58 anos, uma das vítimas do choque de um ônibus contra um poste entre as ruas Manoel da Costa Lima e Senador Felinto Miller, na Vila Progresso, em Campo Grande. Neste caso, o acidente aconteceu fora do horário de pico, no sábado às 18 horas, mas segundo os trabalhadores do setor, a tensão e o cansaço desencadeiam falta de atenção e o resultado pode ser acidentes ainda mais graves.
Nesta manhã, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB) disse que a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) já anunciou que mesmo com o cartão temporal as empresas não devem demitir os cobradores e sim, remanejá-los. Indagado sobre a falta do profissional nos horários mais estressantes como do rush, Trad Filho disse que as linhas mais movimentadas têm que ter a presença do cobrador para auxiliar os motoristas e que cabe a Agetran monitorar isso.
A Assetur (Associação das Empresas do Transporte Coletivo e Urbano de Campo Grande) informou que cumpre o que a Prefeitura preconiza. Sobre a substituição dos cobradores à medida que o cartão temporal é popularizado foi briga ganha na justiça trabalhista pelos empresários.

5 comentários:

axelfole1 disse...

Realmente está uma vergonha o sistema de transporte coletivo de Campo Grande-MS, já está mais do que provado que sem a presença do cobrador tem acontecido inumeros acidentes, falta de atendimento aos deficientes, idosos, cadeirantes, muletantes, e os estudantes e informações aos usuários esse monitormaento e auxilio compete aos cobrador alem de receber a passagen em dinheiro providenciando o troco durante o trajeto, essa atividade é exclusiva do cobrador já que o motorista tem a responsabilidade de dirigir sem ser incomodado pois as vidas de centenas de pessoas no coletivo está em suas mãos até mesmo o codogo de transito proibe falar com o motorista quando o mesmo está dirigindo, como ele pode cobrar passagen dar troco colocar cadeirante pelo elevador atender usuário com informações e ainda cumprir horário da linha sem estressar? só se ele fosse mágico e nois estamos falando da realidade que cada dia torna mais cruel com os usuários que paga uma das passagens mais cara do País e não tem dignidade de ser bem atendido é tratado como verdadeiros animais pelo monopólio do Transporte Coletivo sem contar que estes terminais superlotados caindos aos pedaços é verdadeiramente desumano um tratamento desse a população que tanto contribui com seus impostos para ser tratado desta forma? é desumano e insano as atitudes destes que se diz responsável pelo sistema de transporte de Campo Grande-MS.

axelfole1 disse...

Realmente está uma vergonha o sistema de transporte coletivo de Campo Grande-MS, já está mais do que provado que sem a presença do cobrador tem acontecido inumeros acidentes, falta de atendimento aos deficientes, idosos, cadeirantes, muletantes, e os estudantes e informações aos usuários esse monitormaento e auxilio compete aos cobrador alem de receber a passagen em dinheiro providenciando o troco durante o trajeto, essa atividade é exclusiva do cobrador já que o motorista tem a responsabilidade de dirigir sem ser incomodado pois as vidas de centenas de pessoas no coletivo está em suas mãos até mesmo o codogo de transito proibe falar com o motorista quando o mesmo está dirigindo, como ele pode cobrar passagen dar troco colocar cadeirante pelo elevador atender usuário com informações e ainda cumprir horário da linha sem estressar? só se ele fosse mágico e nois estamos falando da realidade que cada dia torna mais cruel com os usuários que paga uma das passagens mais cara do País e não tem dignidade de ser bem atendido é tratado como verdadeiros animais pelo monopólio do Transporte Coletivo sem contar que estes terminais superlotados caindos aos pedaços é verdadeiramente desumano um tratamento desse a população que tanto contribui com seus impostos para ser tratado desta forma? é desumano e insano as atitudes destes que se diz responsável pelo sistema de transporte de Campo Grande-MS.

axelfole1 disse...

Realmente está uma vergonha o sistema de transporte coletivo de Campo Grande-MS, já está mais do que provado que sem a presença do cobrador tem acontecido inumeros acidentes, falta de atendimento aos deficientes, idosos, cadeirantes, muletantes, e os estudantes e informações aos usuários esse monitormaento e auxilio compete aos cobrador alem de receber a passagen em dinheiro providenciando o troco durante o trajeto, essa atividade é exclusiva do cobrador já que o motorista tem a responsabilidade de dirigir sem ser incomodado pois as vidas de centenas de pessoas no coletivo está em suas mãos até mesmo o codogo de transito proibe falar com o motorista quando o mesmo está dirigindo, como ele pode cobrar passagen dar troco colocar cadeirante pelo elevador atender usuário com informações e ainda cumprir horário da linha sem estressar? só se ele fosse mágico e nois estamos falando da realidade que cada dia torna mais cruel com os usuários que paga uma das passagens mais cara do País e não tem dignidade de ser bem atendido é tratado como verdadeiros animais pelo monopólio do Transporte Coletivo sem contar que estes terminais superlotados caindos aos pedaços é verdadeiramente desumano um tratamento desse a população que tanto contribui com seus impostos para ser tratado desta forma? é desumano e insano as atitudes destes que se diz responsável pelo sistema de transporte de Campo Grande-MS.

axelfole1 disse...

Realmente está uma vergonha o sistema de transporte coletivo de Campo Grande-MS, já está mais do que provado que sem a presença do cobrador tem acontecido inumeros acidentes, falta de atendimento aos deficientes, idosos, cadeirantes, muletantes, e os estudantes e informações aos usuários esse monitormaento e auxilio compete aos cobrador alem de receber a passagen em dinheiro providenciando o troco durante o trajeto, essa atividade é exclusiva do cobrador já que o motorista tem a responsabilidade de dirigir sem ser incomodado pois as vidas de centenas de pessoas no coletivo está em suas mãos até mesmo o codogo de transito proibe falar com o motorista quando o mesmo está dirigindo, como ele pode cobrar passagen dar troco colocar cadeirante pelo elevador atender usuário com informações e ainda cumprir horário da linha sem estressar? só se ele fosse mágico e nois estamos falando da realidade que cada dia torna mais cruel com os usuários que paga uma das passagens mais cara do País e não tem dignidade de ser bem atendido é tratado como verdadeiros animais pelo monopólio do Transporte Coletivo sem contar que estes terminais superlotados caindos aos pedaços é verdadeiramente desumano um tratamento desse a população que tanto contribui com seus impostos para ser tratado desta forma? é desumano e insano as atitudes destes que se diz responsável pelo sistema de transporte de Campo Grande-MS.

axelfole1 disse...

Realmente está uma vergonha o sistema de transporte coletivo de Campo Grande-MS, já está mais do que provado que sem a presença do cobrador tem acontecido inumeros acidentes, falta de atendimento aos deficientes, idosos, cadeirantes, muletantes, e os estudantes e informações aos usuários esse monitormaento e auxilio compete aos cobrador alem de receber a passagen em dinheiro providenciando o troco durante o trajeto, essa atividade é exclusiva do cobrador já que o motorista tem a responsabilidade de dirigir sem ser incomodado pois as vidas de centenas de pessoas no coletivo está em suas mãos até mesmo o codogo de transito proibe falar com o motorista quando o mesmo está dirigindo, como ele pode cobrar passagen dar troco colocar cadeirante pelo elevador atender usuário com informações e ainda cumprir horário da linha sem estressar? só se ele fosse mágico e nois estamos falando da realidade que cada dia torna mais cruel com os usuários que paga uma das passagens mais cara do País e não tem dignidade de ser bem atendido é tratado como verdadeiros animais pelo monopólio do Transporte Coletivo sem contar que estes terminais superlotados caindos aos pedaços é verdadeiramente desumano um tratamento desse a população que tanto contribui com seus impostos para ser tratado desta forma? é desumano e insano as atitudes destes que se diz responsável pelo sistema de transporte de Campo Grande-MS.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960