No Rio, Linha 2 do VLT começa a operar mais cedo e de forma interligada

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Nesta segunda-feira, o serviço da Linha 2 do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que faz a ligação da Saara com a Praça Quinze, no Centro do Rio de Janeiro, passou a operar duas horas mais cedo, começando a circular às 6h, em vez das 8h. O funcionamento seguirá até as 14h, permanecendo com embarques gratuitos e intervalos de 15 minutos entre as partidas.

De acordo com o portal de notícias “G1″, além de sincronizar o início da operação com o do primeiro trecho - que liga a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont e tem tarifa de R$ 3,80 -, o consórcio VLT Carioca, que administra o serviço, afirma que a ampliação vai beneficiar os usuários que utilizam as barcas, no período da manhã. O mesmo acontecerá em relação aos passageiros de trem, que têm como destino o Centro da cidade.

A concessionária ainda não divulgou data para estender a circulação das 14h até a meia-noite e também não informou quando começará a cobrar tarifa dos usuários da Linha 2. Apesar da gratuidade no segundo trecho, os terminais para compra e recarga dos cartões estão em funcionamento nas quatro estações, para facilitar o atendimento aos passageiros que farão a integração com a Linha 1, nas paradas Colombo e Sete de Setembro.

A concessionária não tem balanço do volume de pessoas transportadas desde fevereiro, na Linha 2. Na Linha 1, foram mais de seis milhões de passageiros em dez meses, com uma média de 30 mil a 35 mil passageiros nos dias úteis, segundo a empresa.

Informações: Transporte e Idéias
READ MORE - No Rio, Linha 2 do VLT começa a operar mais cedo e de forma interligada

No Rio, Passagem de metrô fica mais barata nas estações da linha 4

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Começa nesta segunda-feira (17) a segunda fase da campanha "Quem prova aprova" do metrô do Rio. Durante aproximadamente 15 dia, o embarque feito nas cinco estações da Linha 4 e na linha de extensão Antero de Quental - Gávea do metrô na superfície, os usuários pagarão R$ 3 pela viagem. No entanto, a promoção só será válida para quem realizar as compras com o cartão pré-pago da concessionária, que será vendido nas máquinas de autoatendimento e nas bilheterias. A promoção acabará no próximo dia 30.

— A campanha 'Quem prova aprova' alcançou o resultado esperado no nosso planejamento. Na última quarta-feira, 12 de abril, tivemos recorde de 194 mil passageiros na Linha 4. Em reconhecimento aos novos usuários que experimentaram e aprovaram o nosso serviço, teremos até o final deste mês a continuidade da campanha 'Quem prova aprova', com passagens com preços reduzidos nas estações da Linha 4 — afirma Guilherme Ramalho, presidente do MetrôRio. 

Durante as duas semanas de promoção exclusiva do cartão pré-pago, a concessionária continuará vendendo cartões unitários nas máquinas de autoatendimento e nas bilheterias de todas as três linhas, no valor de R$ 4,30. Os passageiros que utilizarem cartões da bandeira RioCard e também aos que embarcarem nas estações das Linhas 1 e 2 e na linha de extensão Botafogo - Gávea do metrô na superfície, também pagarão a passagem no preço usual.

Informações: R7
READ MORE - No Rio, Passagem de metrô fica mais barata nas estações da linha 4

São Paulo lança edital de concessão das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro

domingo, 2 de abril de 2017

O governador Geraldo Alckmin lançou, nesta quinta-feira (30), o edital de concessão para as Linhas 5-Lilás do Metrô e 17-Ouro de monotrilho. “O leilão será 4 de julho na Bovespa. O lance mínimo é R$ 189,6 milhões e nós esperamos dentro do prazo da concessão 3 bilhões de investimentos e reinvestimentos”, explicou Alckmin.

Com a concessão, a operação comercial das duas linhas será administrada pela iniciativa privada por 20 anos. O valor estimado do contrato é de R$ 10,8 bilhões. Isso corresponde à soma das receitas tarifárias de remuneração e de receitas não operacionais, como exploração comercial de espaços livres nas estações, por exemplo.

O investimento previsto do parceiro privado é de R$ 88 milhões, que serão aplicados em melhorias e infraestrutura das linhas, visando atender aos indicadores de desempenho exigidos do concessionário para oferecer serviços de qualidade à população paulista.

Linhas 5 e 17 
A Linha 5-Lilás terá 17 estações ao longo de 20,1 quilômetros, ligando Capão Redondo à Chácara Klabin, incluindo dois pátios de estacionamento e manutenção de trens. A demanda estimada para a linha completa é de 850 mil passageiros por dia. O trecho fará interligação com as linhas 1-Azul, 2-Verde e 17-Ouro do Metrô, Linha 9-Esmeralda da CPTM e três terminais integrados de ônibus.

Já a Linha 17-Ouro integrará o Aeroporto de Congonhas à rede metroferroviária da capital paulista, com tecnologia de monotrilho. O trecho de 7,7 quilômetros de extensão compreenderá oito estações elevadas (Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin, Vila Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e Morumbi) e um pátio de estacionamento e manutenção, Águas-Espraiadas. Com demanda diária prevista de 200 mil passageiros, a linha 17 será integrada com a linha 5-Lilás do Metrô e a Linha 9-Esmeralda da CPTM.

Mais melhorias 
Também foi lançado o edital de licitação para a construção da estação Morumbi do monotrilho da Linha 17-Ouro. A nova estação será elevada e ficará na Marginal Pinheiros, entre a estação Morumbi da CPTM e a margem do rio Pinheiros, permitindo acesso rápido e gratuito à Linha 9-Esmeralda. A contratação também inclui obras de adequações na estação da CPTM, com a construção de um mezanino ao final da plataforma, além do acréscimo de duas escadas rolantes, elevador e uma escada fixa.

A estação Morumbi será a última estação do trecho prioritário da Linha 17-Ouro, que terá 7,7 quilômetros de extensão e oito estações, entre Congonhas e Morumbi (CPTM), além de conexão com a Linhas 5-Lilás, na estação Campo Belo. Atualmente, cerca de 900 pessoas trabalham nas obras de implantação da Linha 17 e no pátio de manutenção. A expectativa é de concluir o trecho em julho de 2019, atendendo a 185 mil usuários por dia.

Obras de ampliação 
O Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal aprovaram duas novas contratações para a continuidade das obras de extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha.

Com essa aprovação, a CPTM receberá recursos do PAC da Mobilidade para a implantação de Suprimento de Energia e do Sistema de Integração ao Centro de Controle Operacional (CCO). “Nossas obras nas áreas de ferrovia estão gerando, atualmente, 13 mil empregos diretos, registrados em carteira”, contabilizou Alckmin.

A Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) transporta atualmente cerca de 570 mil usuários/dia. Com a ampliação de 4,5 quilômetros entre Grajaú e Varginha, a projeção é que sejam acrescentados à linha 110 mil usuários atendidos. O valor previsto para a obra é da ordem de R$ 790 milhões. Até o momento, a obra foi executada com recursos financeiros do Governo do Estado.

Informações: Governo de São Paulo
READ MORE - São Paulo lança edital de concessão das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro

Tarifa do Metrô Rio subirá para R$ 4,30 a partir de domingo

sábado, 1 de abril de 2017

A partir do próximo domingo, dia dia 2 de abril, a tarifa do metrô subirá de R$ 4,10 para R$ 4,30 — um aumento de 6,65% sobre o valor homologado no reajuste anterior, referente à variação do IGP-M (índice de inflação calculado pela Fundação Getúlio Vargas) entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, conforme previsto em contrato.

O aumento da tarifa foi autorizado pela Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) no dia 23 de fevereiro, e publicado no Diário Oficial do Estado em 16 de março.

OUTROS REAJUSTES
No dia 12 de fevereiro, o valor das passagens do transporte aquaviário sofreu aumento. A tarifa social (Praça Quinze-Praça Arariboia; Praça Quinze-Paquetá e Praça Quinze-Cocotá) subiu de R$ 5,60 para R$ 5,90. No bilhete único, o pagamento subiu de R$ 4,10 para R$ 5. A tarifa seletiva (Praça Quinze-Charitas) foi de R$ 15,40 para R$ 16,50.

Em janeiro, o Bilhete Único Intermunicipal sofreu um aumento de 23%, subindo de R$ 6,50 para R$ 8,00. Além disso, somente pessoas com renda inferior a R$ 3 mil passaram a ter direito ao benefício. Aqueles que ganham acima disso passaram a pagar o valor inteiro das passagens, mesmo podendo utilizar o cartão. O governo do Estado do Rio ainda chegou a aprovar, ainda em janeiro, um novo reajuste para R$ 8,55, mas uma liminar da Justiçã do Rio derrubou o aumento.

Informações: Extra Globo
READ MORE - Tarifa do Metrô Rio subirá para R$ 4,30 a partir de domingo

Campinas espera liberação de recursos por ministério para tirar sistema BRT do papel

Campinas (SP) deve conseguir, na sexta-feira (31), aval para que o sistema o BRT (Bus Rapid Transit, na sigla em inglês) saia do papel, com a liberação de R$ 100 milhões pelo Ministério das Cidades.Além disso, a administração municipal espera a autorização para financiar quase R$ 200 milhões.
Ônibus comprados para BRT já circulam em meio aos engarrafamentos devido ao atraso no início das obras

"O Ministério das Cidades vai autorizar o início da obra de R$ 300 milhões do BRT, é a maior obra de mobilidade da história de Campinas. São R$ 100 milhões dados pelo governo federal, dinheiro do Orçamento Geral da União [OGU], e R$ 200 milhões de autorização para financiamento. A partir de agora, o município pode tocar os projetos", explica o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Na sexta-feira, segundo ele, haverá assinatura da autorização para início das obras no município. Em relação ao financiamento, os recursos serão repassados de forma gradativa, de acordo com medições dos trabalhos executados em Campinas. Além disso, explica o ministro das Cidades, também serão destinados recursos para um estudo de viabilidade sobre qual melhor modal de transporte para ligação entre a região do Aeroporto Internacional de Viracopos ao Centro.

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB) destaca a importância deste passo. "A autorização do início de obra é o pontapé inicial de qualquer obra. Então, o BRT começa, a partir de agora, a ser uma realidade. A prefeitura pode buscar os investimentos e o governo entra com sua parte."
O ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Informações: G1 Campinas
READ MORE - Campinas espera liberação de recursos por ministério para tirar sistema BRT do papel

Reajuste na tarifa de ônibus de Porto Alegre altera integração com trem

O aumento da tarifa de ônibus de Porto Alegre de R$ 3,75 para R$ 4,05, definido na última quarta-feira (29), e que começa a valer nesta sexta (31), vai impactar no valor da integração com o trem operado pela Trensurb. Segundo a empresa, a nova tarifa passa para R$ 5,18, enquanto a integração tripla vai para R$ 8,80.

A integração entre ônibus e trem é realizada com uso dos cartões SIM ou TRI. O desconto tarifário é de 9,91% com o uso dos cartões de bilhetagem eletrônica. A tarifa total sem o benefício ficará em R$ 5,75. Até então o valor cobrado era de R$ 4,90, com os cartões.

Já a integração tripla, ônibus-metrô-ônibus, entre Porto Alegre e Canoas, passa de R$ 8,52 para R$ 8,80. O desconto em relação à soma do total das tarifas (R$ 9,45) é de 6,88%.

Com o aumento da passagem do ônibus na capital, as lotações também êm a tarifa alterada. Também a partir de sexta (31), passa de R$ 5,60 para R$ 6.

Os usuários que possuem créditos ou abastecerem o cartão TRI antes de entrar em vigor a nova passagem terão 30 dias para utilizar o valor de R$ 3,75.

Informações: G1 RS
READ MORE - Reajuste na tarifa de ônibus de Porto Alegre altera integração com trem

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960