Segundo trecho do metrô de Salvador é inaugurado

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

A partir desta terça-feira (22), cerca de 6,5 mil passageiros por hora serão beneficiados com a inauguração da Estação Pirajá e o trecho Bom Juá-Pirajá do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas. O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, participa da cerimônia de inauguração. A Estação Pirajá, que faz parte do trecho 2 da Linha 1 do metrô, está inserida no âmbito do PAC Mobilidade, e recebeu investimento do R$ 16,7 milhões, sendo R$ 15 milhões de recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 1,7 milhão de financiamento privado. Já para a implantação do trecho Bom Juá-Pirajá foram destinados R$ 39,1 milhões.

Com 34,7 mil m², a Estação Pirajá está interligada ao Terminal Rodoviário de Pirajá, em ampliação. A Linha 1 é formada por três trechos. O primeiro tem a extensão de 5,8 km e conta com cinco estações: Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Acesso Norte e Bonocô. O segundo trecho tem 5,5 km e é composto por três estações: Retiro, Bom Juá e Pirajá. O trecho 3, que terá 5,0 km de extensão, será dividido em duas estações: Brasilgás e Cajazeiras/Águas Claras.

O sistema Metroviário de Salvador também é composto pela Linha 2, selecionada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Grandes Cidades, que terá cinco terminais de integração com ônibus e 13 estações. O valor do investimento para a implantação da Linha 1 trechos 1 e 2 e da Linha 2 trecho 1 é de R$ 4,743 bilhões. Ao todo, o sistema terá 40 km de extensão com 21 estações metroviárias.

Juntando-se aos seis trens existentes, serão 40 composições para serviço nas linhas 1 e 2. Três dos novos trens já estão estacionados na estação Pirajá. O primeiro começa a operar no final de março ou início de abril.

Ainda conforme Gracco, os novos trens “estão entre os mais modernos do mundo”. Concluídas as duas linhas, teremos 41 quilômetros e meio de trilhos e 22 estações. “Aí seremos o terceiro maior metrô do Brasil”, afirmou.

O governo conclui o projeto original da Linha 1 em dois anos e meio após a transferência da gestão do sistema do município para o estado, em maio de 2013.

Fonte: Ministério das Cidades


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960