Curitiba pode ter greve de ônibus nesta terça-feira

domingo, 29 de novembro de 2015

As assembleias do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (Sindimoc), realizadas pela manhã e à tarde desta sexta-feira (27), aprovaram por unanimidade o indicativo de greve para a próxima terça (1º). A decisão da categoria ocorreu após notificação feita pelas empresas sobre a decisão de não pagar corretamente aos trabalhadores os salários de dezembro, janeiro e o 13º, além da intenção de demitir dois mil motoristas e cobradores, sem o pagamento de verbas rescisórias.

A paralisação deve começar às zero hora do dia 1º de dezembro. Durante as assembleias, os trabalhadores também aceitaram que o Sindimoc entre com ações judiciais na esfera da Fazenda Pública visando abrir a planilha do transporte coletivo, incluindo todos os custos de operação por parte das empresas.

O presidente do Sindimoc,  Anderson Teixeira, relatou que a categoria está perplexa e indignada. “Não permitiremos que ilegalidades sejam cometidas contra os trabalhadores. O risco da atividade laboral não pode ser repassada aos funcionários, fazemos nossa parte, que é trabalhar, e exigimos receber o que nos é devido, ou seja, nossos salários e direitos garantidos por Lei”.

Segundo a Lei Federal 4.749/65, a primeira parcela do 13º salário deve ser paga até o dia 30 de novembro. Decisões do Tribunal Superior do Trabalho (TST) também dão entendimento da ilegalidade das demissões em massa, de acordo com o Sindimoc.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960