Novos ônibus do transporte coletivo de Londrina terão ar condicionado

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O prefeito Alexandre Kireeff assinou o decreto n° 1.052, determinando que as concessionárias adquiram novos veículos com ar condicionado e dispositivo regulador de temperatura. A instalação e as especificações técnicas dos aparelhos deverão seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

“Começamos a incorporar qualidade ao transporte, eficiência econômica, eficiência nos trajetos e investimentos nos corredores para diminuir o tempo no deslocamento. Tudo isto é para aumentar o conforto para o usuário, levando em consideração que Londrina tem altas temperaturas”, explicou Kireeff.

Ainda de acordo com o prefeito, o tempo para a implantação desse sistema dependerá do ritmo da renovação da frota de veículos, que, em média, é de 3,5 anos.

Londrina conta atualmente com 432 ônibus para o transporte coletivo, sendo que, das linhas convencionais, nenhum veículo possui ar condicionado. Desde 2013, foram investidos cerca de R$ 22 milhões na renovação da frota, com a aquisição de 98 ônibus novos.Novos veículos serão obrigados a ter equipamento. Objetivo é oferecer qualidade e conforto aos usuários

Melhorias - Desde o início, a atual administração tem priorizado a mobilidade urbana e o transporte coletivo em Londrina. “Estamos criando atrativos para que as pessoas que se utilizam do transporte individual voltem a utilizar o transporte coletivo, que envolvem eficiência, menor tempo de deslocamento, facilidade de acesso, qualidade desse deslocamento e a climatização que confere qualidade e conforto”, frisou Kireeff.

Dentre as principais ações estão: a implantação do Passe Livre Estudantil, que beneficiará 11 mil alunos; a inauguração do Terminal Oeste; melhorias no Terminal Central; implantação das linhas interbairros (perimetrais); adoção da via exclusiva para o transporte coletivo na Avenida Tiradentes; instalação de 150 pontos de ônibus cobertos e com bancos; lançamento da linha gratuita, a Centro Livre; renovação de 25% da frota em 2014, com 90 ônibus substituídos e a aquisição de outros 21, somando 111 novos veículos (98 convencionais e 13 Psiu); além de 100% da frota adaptada para pessoas com deficiência.

Fotos: Vivian Honorato/arquivo
Informações: Prefeitura de Londrina

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960