Prefeitura de Londrina testa ônibus superarticulado

quinta-feira, 16 de julho de 2015

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, o assessor executivo para projetos especiais, Carlos Alberto Geirinhas e os técnicos da Prefeitura participaram de um workshop sobre a tecnologia veicular da marca Mercedes-Benz. A apresentação foi realizada no auditório do SEST/SENAT e auxiliou os profissionais com mais informações técnicas para o Projeto SuperBus.

Durante o workshop, os profissionais da marca apresentaram dois modelos de ônibus trazidos para os testes em Londrina. Um deles é o superarticulado, de piso baixo, que mede 23 metros de comprimento (dois a mais do que os outros articulados), tem capacidade para transportar de 160 a 220 pessoas, pesa 37 toneladas e tem motor com 360 cavalos de potência. O outro é convencional, com piso alto, suspensão pneumática e conta com ar condicionado.

Segundo o prefeito, o Superbus é um projeto prioritário na Prefeitura, além disso é importante avaliar todos os aspectos que envolvem seu planejamento, desde os testes feitos com os veículos pelas ruas da cidade até a avaliação dos motoristas e dos usuários. “A partir destas informações vamos tomar a decisão de qual tipo de veículo vamos utilizar no SuperBus. Tive o cuidado de testar o sistema em outras cidades e realmente se confere a qualidade no deslocamento. Em Londrina, precisamos de um sistema de transporte coletivo que seja eficiente e que aumente o conforto ao usuário”, finalizou Kireeff.superbus.teste.mercedes.V3

De acordo com assessor executivo para projetos especiais,apesar de a Prefeitura já ter entregue os projetos do SuperBus para a análise da Caixa Econômica Federal (CEF), é importante verificar mais modelos de veículos que podem vir a ser utilizados no transporte público, porque podem haver especificações nestes modelos, que se adéquam melhor a realidade londrinense. “Precisamos consolidar as informações do projeto e sabemos que os modelos que desejamos seguem um padrão, mas que contam com especificidades, por isso dentro das especificações que temos, estamos analisando os modelos das diversas empresas. Os detalhes são importantes para fazermos a melhor escolha”, disse Geirinhas.

De acordo com o engenheiro da Mercedes-Benz, Gilson Zinetti, em São Paulo há cerca de 800 superarticulados em circulação e no Rio de Janeiro o modelo está começando a ser usado. Um diferencial do veículo é a tecnologia utilizada no motor, que permite a redução de emissão de gás carbônico em 6%, de 80% dos materiais particulados e em 60% do óxido de Nitrogênio. Estes são gases poluentes controlados, que aumentam o efeito estufa.

“Este ônibus é nosso sucesso de vendas, porque ele tem um custo/benefício muito interessante para o empresário e para a cidade, tem ótima capacidade de transporte de passageiros e a cada veículo deste colocado na rua, você consegue tirar outros três convencionais de circulação, ou seja, substituiu um por três”, completou Zinetti.

Durante o encontro, os profissionais coletaram informações técnicas sobre os ônibus e os participantes responderam a um questionário avaliativo. Ao final das análises das marcas, a Prefeitura divulgará o resultado dos questionários, que servirão de base para a escolha do melhor modelo.

Com o projeto SuperBus, a intenção é que novas tecnologias sejam implementadas, dando mais conforto para usuário e uma tarifa competitiva, garantindo, assim, melhoria na qualidade do transporte, diminuição na velocidade de deslocamento e tarifa compatível com a capacidade de consumo do usuário.

super.bus.teste.mercedes.V4Itinerário do teste - Durante a apresentação do veículo, as autoridades trafegaram pela rua Santa Terezinha; pelas avenidas Theodoro Victorelli, Jacob Bartolomeu Minati (Leste/Oeste), Arcebispo Dom Geraldo Fernandes (Leste/Oeste), Rio Branco, Tiradentes, Universo, Abélio Benatti; Terminal Oeste; avenida Dez de Dezembro; Rua Portugal; avenida Duque de Caxias, passaram em frente à Prefeitura, rua Brasil e avenida Celso Garcia Cid.

Roteiros previstos para população - A partir de amanhã (15), a população poderá testar o ônibus superarticulado. Nesta quarta-feira (15) ele seguirá a linha 803. Já na quinta-feira (16), os londrinenses poderão testá-lo na rota 802. Na sexta-feira (17) ele circulará na linha 311. No sábado (18), trafegará pela linha 501. No domingo (19), ele não circulará, mas na segunda-feira (20), ele fará o trajeto da linha 801. Na terça-feira (21), os usuários da rota 505 poderão testá-lo e na quarta-feira (22), trafegará pela linha 350. Ao todo, ele circulará durante duas semanas em Londrina. A rota dos demais dias serão confirmadas pela CMTU.

Informações: Prefeitura de Londrina

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960