DFTrans e Google lançam serviço para usuários

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Uma parceria entre o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) e a multinacional de serviços online Google torna mais fácil o deslocamento dos usuários de ônibus do Distrito Federal. O Google Transit, uma das ferramentas do Google Maps, permite, desde quarta-feira (16), ao usuário optar sobre o melhor itinerário para se deslocar entre dois pontos do DF, escolhendo entre as linhas de ônibus disponíveis, horários de saída e distância a pé entre os pontos.

Técnicos do DFTrans e uma equipe da Google dos Estados Unidos formaram um grupo de trabalho para que fosse possível disponibilizar a ferramenta. “O serviço visa beneficiar tanto os moradores do DF que utilizam diariamente o transporte público quanto os turistas que virão para a Copa do Mundo. Isso é parte de um grande esforço de mobilidade urbana visando qualidade e transparência”, pondera a diretora-geral interina do DFTrans, Fátima Zanon.

O recurso também traz dados sobre transporte público para todas as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. “Garantir o acesso fácil e rápido à informação, estimular o turismo, garantir maior conforto e melhor gerenciamento do tempo por parte do usuário são os objetivos. São mais de 4 mil pontos georreferenciados, com atualização permanente”, detalha Expedito Veloso, diretor de Tecnologia da Informação do DFTrans.

Como utilizar o novo serviço:

O Google Transit funciona vinculado ao Google Maps, aplicativo gratuito que pode ser usado em smartphones e tablets e que também está disponível na internet (maps.google.com.br/transit)

Para fazer a pesquisa, é necessário estar conectado à internet (por wi-fi ou rede celular):

    No campo pesquisar, o usuário deve digitar o ponto de partida ou nome do local (por exemplo, Rodoviária do Plano Piloto);
    Em seguida, escolher o destino em “Rotas” (por exemplo Palácio do Planalto);
    Aparecerão três opções de deslocamento: de carro, a pé ou de ônibus. Selecione o transporte público e escolha o itinerário previsto que preferir (com base na estimativa de tempo de deslocamento, das condições do trânsito ou das linhas de ônibus, por exemplo);
    Além de reconhecer a localização do usuário por meio do sistema GPS, a ferramenta ainda disponibiliza informações sobre os horários das linhas e a localização de todas as paradas de ônibus da cidade;
    Acessando “mais opções e horários”, o usuário terá acesso a todas as linhas que cobrem a rota escolhida, com tempo de viagem e tarifa;
    O trajeto pode ser acompanhado pelo mapa.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960