Sistema de BRT começa segunda-feira em Aracaju

sábado, 19 de março de 2016

A partir de segunda-feira, 21, os usuários do transporte coletivo começam a viver uma nova realidade. A Prefeitura Municipal de Aracaju entregou os primeiros ônibus do sistema de BRT (Bus Rapid Transport), que marcam o início da transformação no cenário urbano de Aracaju.

Através da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), o novo sistema irá agilizar em cerca de 20% o tempo dos trajetos. São dez ônibus que começam a circular na cidade realizando o trajeto Marcos Freire - Mercado/ Mercado - Atalaia. A novidade vai gerar mais agilidade, segurança e economia para o transporte público, promovendo um trânsito com mais fluidez em toda a cidade. O valor da tarifa permanece o mesmo que as linhas convencionais, e o embarque continua sendo feito nos terminais de integração normalmente.

Os novos veículos, todos com câmbio automático e motor traseiro, são zero quilômetro, com capacidade para 120 pessoas, e contam com Wi-fi, GPS, câmera, espaço interno amplo para facilitar a locomoção e acessibilidade de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

O projeto é do arquiteto Jaime Lerner, responsável pela implantação do BRT em Curitiba. "É importante dissociar uma ideia errada que as pessoas têm. BRT não é um ônibus, é o sistema, com a infraestrutura dos corredores, a tecnologia que vai gerenciar esses corredores e os ônibus em si. Isso envolve ônibus 'padron', articulados, diversos tipos de veículos", esclarece o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte (Setransp), Alberto Almeida. 

Estrutura
Inicialmente, o sistema nas vias aracajuanas começa a funcionar apenas com a utilização da faixa exclusiva, onde deverão circular todos os ônibus, mas o projeto também contempla corredores com plataforma. "Há cidades que utilizam apenas vias com canaletas, outras utilizam via com presença de plataformas. Isso varia de acordo com a realidade física de cada local, mas a funcionalidade e eficácia do sistema é a mesma", afirma Alberto Almeida.

A fiscalização será feita pela SMTT, que dará início a um período de ações educativas para orientar os condutores. As pistas estão identificadas com a cor azul. "A SMTT irá monitorar tudo isso, e após o prazo de adaptação quem desrespeitar as faixas será autuado", explica diretor de Planejamento e Sistemas da SMTT, Francisco Navarro.

Informações: Jornal do Dia 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960