Em SP, Projeto Livro na Faixa é ampliado para mais oito terminais

quarta-feira, 30 de março de 2016

Novas estantes serão instaladas e São Paulo passará a contar com livros gratuitos em 20 terminais de ônibus distribuídos por todas as regiões da cidade. Evento de lançamento será no Terminal Vila Nova Cachoeirinha, às 11h desta quinta-feira

A partir de quinta-feira, 31 de março, quem passar por mais oito terminais de ônibus municipais poderá trocar livros gratuitamente, por meio da instalação de novas estantes do projeto Livro na Faixa. Com a ampliação, o programa de incentivo à leitura, criado no final de 2014, passa a estar em 20 terminais de ônibus distribuídos por toda a cidade. O projeto é fruto de uma parceria entre as secretarias municipais de Transportes e de Cultura, respectivamente por meio da SPTrans e da Coordenadoria Municipal de Bibliotecas. 

Receberão as prateleiras do Livro na Faixa os seguintes terminais: Amaral Gurgel, Cidade Tiradentes, Parelheiros, Penha, Pinheiros, Princesa Isabel, Sapopemba/Teotônio Vilela e Vila Nova Cachoeirinha.

Atualmente, o incentivo à leitura se dá pela troca de livros de literatura nacional ou estrangeira que estão disponíveis em estantes já instaladas em doze terminais de ônibus: A.E. Carvalho, Carrão, Pq. D. Pedro II, Pirituba, Bandeira, Jardim Ângela, Grajaú, Santo Amaro, Capelinha, Guarapiranga, Campo Limpo e Lapa.

O lançamento das novas estantes será em evento a ser realizado na quinta-feira, 31, às 11h, no Terminal Vila Nova Cachoeirinha.

O Projeto

A ideia do Livro na Faixa é que as obras tenham rotatividade criando um grande círculo de leitura. Os leitores podem retirar os livros, sem a obrigação de devolver, mas são incentivados a repassá-los depois de ler e, também, doar novos títulos. Todas as pessoas poderão levar para casa a obra que mais gostarem, sem precisar de qualquer cadastro ou carteirinha. 

Quem quiser devolver um livro pode fazê-lo em qualquer dos terminais que integram o projeto. Para doar é muito fácil: basta levar o livro (literatura nacional ou estrangeira) até uma das estantes ou entrar em contato com o departamento responsável pelo projeto marketing@sptrans.com.br. Não é necessário que o título seja novo, basta estar em boa condição de leitura.

O Livro na Faixa conta com a participação de vários parceiros como o SPUrbanuss, a Socicam, a livraria Rede Leitura e as empresas operadoras do sistema de transporte coletivo. 

Os outros 12 terminais que já dispõem de estantes do projeto são: A.E. Carvalho, Carrão, Pq. D. Pedro, Pirituba, Bandeira, Jardim Ângela, Grajaú, Santo Amaro, Capelinha, Guarapiranga, Campo Limpo e Lapa. Mais informações sobre a proposta estão no site http://www.sptrans.com.br/livro. 

Assessoria de Imprensa SPTrans

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960