Grande Recife Consórcio de Transportes voltará a gerir receitas do VEM Metropolitano

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

A partir do dia 1º de março, o Grande Recife Consórcio de Transporte volta a ser responsável pela gestão do sistema de bilhetagem eletrônica do transporte público na Região Metropolitana da cidade. Desde 2008, a administração dos recursos obtidos com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) competia ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE).

O diretor de gestão do Grande Recife, Carlos Eduardo Figueiredo, disse que o acordo foi fechado por meio de muito diálogo. “Um ano depois que a Urbana começou a administrar a bilhetagem eletrônica, o estado quis reverter essa situação. A Urbana não aceitou e teve início uma disputa judicial. Mas, ao longo do ano passado, abrimos o diálogo e agora concretizamos o acordo”, contou.

O sistema gera uma receita mensal de R$ 90 milhões. Segundo o executivo, as empresas que operam o transporte coletivo não terão prejuízo. “Nas reuniões, a gente demonstrou a importância de essa gestão voltar para o Grande Recife, sem causar nenhum ônus para as operadoras, fazendo com que nós tenhamos regularidade com os repasses”, garantiu.

Informações: G1 PE


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960