Plano de Mobilidade prevê novo terminal de ônibus, na zona norte de Manaus

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Após decisão do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) ajuizar uma ação civil pública, na última segunda-feira, para a suspensão da Faixa Azul, a Prefeitura de Manaus informou, nesta terça-feira, que enviará o Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob Manaus) para a Câmara Municipal, ainda neste mês. Entre as intervenções, está a construção de um novo terminal de ônibus, na zona norte, e uma avenida em parceria com o Estado.
Foto: Sandro Pereira
O projeto deve dar maior fluidez ao trânsito da cidade, incluindo, conforme a Prefeitura, o sistema de transporte público, exclusivamente, do lado esquerdo nas ruas com a Faixa Azul. O envio do projeto está com oito meses de atraso.

Intervenções

Entre as soluções apresentadas, estão mudanças para que o transporte público tenha maior fluidez. Fazem parte do projeto: a construção do Terminal 6, nas proximidades do cruzamento da Estrada do Tarumã com a Avenida Torquato Tapajós; a construção de novas estações de ônibus e a retirada dos ônibus do lado direito para a Faixa Azul nas avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós e Max Teixeira.

“Temos um conjunto de ações para consolidar a Faixa Azul no canteiro central. Isso passa pela transformação do T1 em estação de ônibus, construção de uma nova estação no São Jorge, implantação da alça localizada em frente à Arena Amadeu Teixeira e a implantação de um sistema binário entre as Avenidas Desembargador João Machado e Raimundo Parente. Com isso, conseguiremos retirar os ônibus da faixa da direita, melhorando o fluxo de veículos menores”, explicou o subsecretário da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Nelson.

O plano prevê, ainda, a construção de novas vias interligando bairros como a Avenida Campos Salles, inaugurada, em outubro, e que liga o Monte das Oliveiras ao Santa Etelvina; inversão do fluxo em determinadas vias; criação de novos cruzamentos, em detrimento aos entroncamentos já existentes; uma avenida em parceria com o Estado; e ciclovias.

“Nós, ao lado dos técnicos que desenvolveram o PlanMob, faremos uma apresentação com mapas e detalhes daquilo que queremos implementar na cidade. Alguns pontos serão adotados, imediatamente, após a aprovação. Outros precisam de maturação, já que o plano traz soluções para os próximos anos”, afirma o superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho.

Execução

O PlanMob Manaus, segundo a Prefeitura, foi desenvolvido pela empresa terceirizada Oficina Engenheiros Consultores Associados Ltda., com supervisão do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), SMTU, Seminf e Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

Para a elaboração do projeto, foram realizados, de acordo com a Prefeitura, mais de 30 eventos, entre visitas técnicas e setoriais e audiências públicas, inclusive com universidades e ciclistas. No total, a Prefeitura afirma que 1.082 pessoas participaram das discussões e 251 sugestões foram colhidas. Antes de ser analisado pelos vereadores, o plano será apresentado à sociedade.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960