Ruas em más condições impedem que novos ônibus circulem em SP

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SP Urbannus), Francisco Christovam, concedeu entrevista ao jornalista Vinícius França da Rádio Estadão e falou sobre o sistema de transporte na capital paulista.

De acordo com o presidente da entidade, os novos ônibus que estão sendo incorporados à frota fazem parte de um novo padrão exigido pela prefeitura de São Paulo, com itens como ar condicionado, Wi-Fi e Tomadas.

No entanto, após o questionamento de ouvintes, Francisco afirmou que algumas regiões periféricas devem ter tipos de veículos diferentes por questões topográficas e terrenos acidentes, com ruas estreitas. Esta limitação esta ligada a inserção de ônibus com suspensão a ar, motor traseiro e piso baixo. Por outro lado, algumas empresas do sistema local, que operam nestas regiões, já adquiriam veículos com ar refrigerado. (lembre aqui)

O presidente da SPurbanuss diz ainda que as empresas estão mais atentas às alternativas que usuário tem em relação ao serviço de ônibus “Hoje a população tem opção, e o automóvel infelizmente é uma opção” – diz Francisco Cristovam.

Por Renato Lobbo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960