Prefeitura de Piracicaba abre licitações para corredores de ônibus

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

A prefeitura abriu licitações para implantação da segunda etapa dos corredores preferenciais de ônibus, que contemplará as avenidas Piracicamirim, Professor Alberto Vollet Sachs e as ruas Moraes Barros e XV de Novembro. 

A estimativa de custo é de R$ 7,3 milhões. 

Após o processo licitatório, a empresa contratada terá seis meses para executar as obras. 

Uma das licitações, de R$ 5,2 milhões, refere-se a adequações nas ruas Moraes Barros, XV de Novembro — essas a partir da avenida Armando de Salles Oliveira — e avenida Piracicamirim. 

A outra, de R$ 2,1 milhões, corresponde a intervenções previstas na avenida Alberto Vollet Sachs, desde a rotatória com a avenida Piracicamirim até a avenida Pádua Dias. 

“Estamos prevendo uns 75 dias até o fechamento do contrato e aí devemos iniciar as obras, se tudo correr bem”, disse o secretário de Trânsito e Transportes, Jorge Akira.

- Mais informações sobre o transporte coletivo de Piracicaba

A nova etapa integrará o projeto de construção dos corredores preferenciais, que, entre outras ações, visam melhorar a mobilidade urbana do município. 

O montante utilizado faz parte dos R$ 55 milhões obtidos por meio de financiamento do governo federal, anunciados em 2013. 

Em abril deste ano foi aberta licitação para os primeiros corredores, nas avenidas Armando de Salles (a partir da rua XV de novembro), na área central; Juscelino Kubitschek, Rui Barbosa, Dona Francisca, Barão de Serra Negra e um trecho da 1º de Agosto, na região da Vila Rezende. 

O investimento previsto é de R$ 10,8 milhões. 

A licitação está parada, segundo Akira, e aguarda análise do Tribunal de Contas devido a questionamento de uma das empresas participantes. 

Os corredores possibilitarão redução de aproximadamente 25% do tempo de viagem dos ônibus. 

“Como não haverá as baias para que o ônibus entrem para pegar os passageiros, ficará mais fácil de sair e os carros respeitarão a faixa preferencial. Também diminuiremos os semáforos com três tempos. Onde for possível vamos instalar paradas de ônibus com calçadas mais elevadas para facilitar a entrada de passageiros e abrigos diferenciados, onde houver o corredor”, afirmou. 

Ainda de acordo com Akira, algumas vias próximas dos novos corredores devem receber modificações de mão de direção e outras adequações.

Por Lilian Geraldini
Informações: Jornal de Piracicaba

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960