Em Fortaleza, Estações do BRT da Bezerra de Menezes serão entregues no sábado

quinta-feira, 16 de julho de 2015

As 11 estações que encerram a implantação do corredor expresso de ônibus da avenida Bezerra de Menezes serão entregues no próximo sábado, 18, pela Prefeitura de Fortaleza. Os equipamentos deveriam estar funcionando desde o dia 30 de junho, mas, conforme a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), testes de balizamento dos ônibus e de automação das portas das estações “demandaram mais tempo do que o previsto”. 

Os testes, coordenados pela Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), avaliam a eficiência dos ônibus ao pararem nas estações - adequadas tanto para veículos articulados quanto para novos modelos que tiverem embarque e desembarque, também, pela esquerda. De acordo com o presidente da Etufor, Antônio Ferreira Silva, esta última classe de veículos, porém, só deve ser incorporada à frota da Capital em agosto.

Valdir Santos, coordenador do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), disse que, antes de inaugurar o novo sistema, seis assistentes sociais da Seinf têm visitado comércios, escolas e entidades como o Instituto dos Cegos e Associação dos Surdos para explicar o que muda com o funcionamento das estações. “A receptividade tem sido muito boa”, assegura.

Campanhas

Segundo Valdir Santos, os três primeiros meses de funcionamento do corredor da Bezerra de Menezes possibilitaram que a Prefeitura alertasse para a necessidade de intensificar campanhas educativas para pedestres e motoristas. “Notamos que a nossa população não tem o costume de fazer a travessia na faixa de pedestres, vimos pessoas andando nas ciclovias”, comenta.

Foi percebido ainda que alguns ônibus chegavam aos abrigos de parada em velocidade alta. Para contornar o problema, o gestor afirmou que placas com avisos de redução de velocidade foram instaladas e campanhas educativas foram direcionadas aos motoristas. Conforme o presidente da Etufor, sinalizações horizontais também foram pintadas na pista para que os ônibus não cheguem a mais de 20 quilômetros por hora. “Apesar de termos profissionais qualificados, é algo novo”, esclareceu.

Ferreira explica que, por enquanto, apenas a linha 200 (Antônio Bezerra/Centro) - que será composta por ônibus articulados - pode fazer o percurso completo pelas 11 estações. Os demais ônibus vão continuar a embarcar e desembarcar passageiros pelos abrigos do lado direito do corredor.

Sobre a substituição dos modelos dos ônibus, o presidente da Etufor explica que será de forma gradual. “À medida que a Prefeitura vai concluindo a estrutura (viária), vamos trocando a frota”, citou.

Informações: O Povo Online

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960