Licitação para o BRT em Feira de Santana vai acontecer dia 17 de março

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

A publicação da licitação e a instauração de procedimento licitatório para a implantação do BRT (sigla em inglês para Transporte Rápido por Ônibus), maior investimento em infraestrutura da história de Feira de Santana, foi autorizada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, que concedeu entrevista coletiva no Paço Maria Quitéria, sede do governo municipal.

O edital vai ser publicado na mídia impressa, como determina a lei, nesta quarta-feira, 11. A licitação, na modalidade concorrência pública, está marcada para ser realizada no dia 17 de março. A empresa vencedora vai executar as obras de readequação viária dos corredores de transporte público e demais vias complementares.

José Ronaldo disse que foram cumpridas todas as formalidades junto a órgãos como o Ministério Público Estadual e Federal, mais a sociedade. Ele afirmou que os recursos que serão aplicados na obra, que vai não vai modernizar o transporte de massa local, mas transformar o setor, estão garantidos. O empréstimo de mais de noventa milhões de reais foi conseguido junto à Caixa Econômica Federal, contrato de financiamento 0412189-88/2012/Programa Pró-Transporte.

O prefeito fez uma rápida explicação de como será o futuro sistema de transporte urbano, com a construção de novas estações de transbordo – na Mangabeira, no SIM e na Pampalona e a construção de túneis entre as avenidas Maria Quitéria e Getúlio Vargas e outro entre a João Durval Carneiro e a Presidente Dutra. Os corredores do BRT serão as avenidas Noide Cerqueira, João Durval Carneiro e Getúlio Vargas.

Estações de embarque serão construídas ao longo das avenidas onde o BRT será instalado. Outro ponto será a construção de um sistema de esgotamento de águas pluviais, na avenida Presidente Dutra, a partir da João Durval Carneiro, até o Residencial Vila Olímpia, na avenida Francisco Pinto, alguns
quilômetros adiante, que vai escoar as águas que se acumularão nos túneis. Outra intervenção será na rede de alta tensão que passa sobre o local onde vai ser construído o túnel da Maria Quitéria: a rede será subterrânea.

“Vai ser um choque de modernidade no nosso sistema de transporte de massa”, afirmou o prefeito que, emocionado, agradeceu o apoio que recebeu na Câmara Municipal e o empenho dos secretários municipais, especialmente de Carlos Brito, de Planejamento. “Sei o quanto ele lutou para que este momento acontecesse”. Secretários municipais, superintendentes e presidentes de autarquias, mais vereadores, acompanharam a entrevista coletiva.

Informações: Prefeitura de Feira de Santana


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960