Passagem de ônibus em Fortaleza sobe para R$ 2,40

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

A partir da zero hora do dia 16 de janeiro, sexta-feira, começa a vigorar o preço de R$ 2,40 para a passagem (inteira) de ônibus do transporte público municipal de Fortaleza. O reajuste foi de 9,09%. Uma nova revisão - para mais ou para menos -, só será possível a partir do final de novembro. O anúncio foi feito ontem na Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

O maior peso no reajuste costuma ser o custo da mão de obra. Foi novamente, com peso de 50%. Em segundo lugar está o diesel, com 24%. Conforme o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, a mão de obra acumula mais de 20% entre reajustes e benefícios. Os veículos, lubrificante e pneu completam os principais custos.

O Sindiônibus solicitou um reajuste de 13,64%. Dimas afirma que o percentual concedido não é o suficiente para repor as perdas e investimentos. Para compensar, ele afirma que vai, principalmente, imprimir ritmo de eficiência operacional maior.

Conforme o secretário de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza, João Pupo, os 40 ônibus com ar-condicionado, o custo com ônibus articulados e de infraestrutura dos corredores exclusivos de ônibus não tiveram impacto no reajuste.

Para ele, o ar-condicionado poderá incindir nas próximas revisões, já que a frota estará 100% equipada em seis anos. Ele explica que os corredores exclusivos trazem maior eficiência, por isso, reduzem o custo operacional. Atualmente, Fortaleza tem 54 quilômetros (km) de faixas exclusivas. Serão mais 84 km inseridas até maio, prometeu.

Questionado sobre o impacto financeiro do Bilhete Único, Pupo garantiu que o sistema é autossustentável. Afirmou que, apesar de reduzir o número de passagens pagas, aumentou o número de usuários em cerca de 9%. Cerca de 800 mil fortalezenses estão cadastrados.

Binários

Conforme Pupo, já possível perceber a maior eficiência no transporte público em função dos binários. Ele afirmou que a velocidade média dos ônibus na Av. Santos Dumont aumentou 201%. Era esperado 40%. Na Av. Dom Luís, o aumento foi de 144%.

O secretário disse ainda que também aumentaram as velocidades médias dos carros em 44%, o que não era esperado.

Novos ônibus

Estão previstos chegar 10 novos ônibus, em modelos inéditos na Capital. São da categoria pesados e medem 13,20 m. Têm capacidade de transportar, cada um, de 125 passageiros. Não são articulados, mas são maiores do que os de categoria leve, usados como padrão até bem pouco tempo, com capacidade de transportar até 80 pessoas. Serão das marcas Mercedes e Volvo. 

“A tendência é de que os ônibus em Fortaleza fiquem maior, porque são mais eficientes e vão aproveitar bem os corredores exclusivos”, defendeu Pupo.

Informações: O Povo Online

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960