Estação Fradique Coutinho do Metrô abre em SP após 4 anos de atraso

domingo, 16 de novembro de 2014

Após nove anos em obras, sendo quatro deles de atraso para a entrega, a Estação Fradique Coutinho do Metrô, foi inaugurada e aberta na manhã deste sábado (15) em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. Ela integra a Linha 4-Amarela. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) participou da inauguração, marcada para 9h30.

O local também foi aberto ao público. Durante o evento houve protesto pacífico contra a construção de prédios em nascentes da Represa Billings, da Zona Sul da capital. O governador disse que aceita receber os 15 manifestantes para ouvir suas reclamações.

O horário de funcionamento da nova estação será igual ao de outras estações da linha: até a 1h no sábado e das 4h40 às 24h no domingo. Entre as próximas segunda-feira (17) e sexta-feira (17), o funcionamento ficará restrito das 10h às 15h para ajustes, segundo informou a concessionária Via Quatro. A partir do próximo sábado (22), voltará o horário normal.

A Estação Fradique Coutinho tem uma decoração colorida, numa alusão ao ambiente artístico do bairro, perto da Vila Madalena, que é conhecida pelo seu polo gastronômico, bares e agitada vida cultural.

A estação foi a primeira a abrir com banheiros. Nas demais estações as obras estão sendo contratadas. A previsão do Metrô é que 15 mil passageiros utilizem a Fradique Coutinho todos os dias.

A previsão inicial era de que a Estação Fradique Coutinho fosse inaugurada em 2010. Mas o acidente que abriu uma cratera em Pinheiros, em 2007, alterou o cronograma das obras da linha. Os trabalhos da estação começaram em março de 2012.

Para 2015 devem ser inauguradas as estações Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire. Em 2016, poderão ser as estações São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.

Atualmente, são 78,4 km de linhas, incluindo o monotrilho da Linha 15-Prata, operado pelo Metrô, mas em fase de testes.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960