Prefeitura de São José dos Campos lança edital do BRT; obra começa até julho de 2015

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O governo Carlinhos Almeida (PT) trabalha com a expectativa de que a obra do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) em São José dos Campos será iniciada no começo do segundo semestre de 2015.

Aposta de Carlinhos para melhorar o transporte coletivo da cidade, o novo sistema foi batizado de MOBI (uma referência à mobilidade urbana).
O governo aposta que o BRT irá melhorar também a mobilidade urbana e incentivar o uso do transporte coletivo ao individual. 

O novo sistema começa a ser licitado hoje, com a publicação do edital para a contratação da empresa ou consórcio que executará o projeto.
As propostas serão entregues no dia 2 de dezembro, e a expectativa é que a obra seja iniciada sete meses após a definição do vencedor.

A contratação será pelo RDC (Regime Diferenciado de Contratação), que prevê prazos e procedimentos mais ágeis para a contração de obras e serviços de engenharia pela administração pública.
Essa modalidade foi criada pelo governo federal para as obras da Copa do Mundo.
Também pode ser utilizado para as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.

Investimento. A licitação tem valor-teto de R$ 799,7 milhões. A maior parte do recurso é de um empréstimo que o município fez do governo federal para o projeto. A prefeitura dará uma contrapartida de 5% que está inclusa no valor-teto.

Segundo a Secretaria de Transportes, poderão participar da licitação empresas nacionais e consórcios formados por até três empresas.

O vencedor terá a responsabilidade de elaborar os projetos básicos e executivo e o RAP (Relatório Ambiental Preliminar), que substitui o EIA/Rima (Estudo e Relatório de Impacto Ambiental) e a implantação do sistema, em um prazo de 42 meses.

O BRT será implantado em etapas, mas ainda não está definido qual região da cidade será a primeira ter o sistema. “Essa questão será decidida após a conclusão do projeto básico”, afirmou o secretário Luiz Marcelo Silva Santos.
Carlinhos destacou que o BRT irá agregar qualidade de vida à cidade. “Vai facilitar os deslocamentos, que serão mais rápidos”. 

Serão sete corredores em um total de 51 km. O de maior extensão será o da avenida Pedro Friggi, com 11,9k. Custará R$ 167,9 milhões. O mais curto, o da avenida Astronautas, a um custo de R$ 28,8 milhões. 

Informações: O Vale

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960