Promotor deve entrar na Justiça contra liberação de táxis em faixas de ônibus

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Ministério Público vai exigir explicações da prefeitura de São Paulo sobre a liberação dos táxis nas faixas de ônibus. Se a administração não responder os questionamentos, a promotoria deve entrar na Justiça para exigir a volta da proibição da circulação dos taxistas nos espaços para o transporte coletivo

O promotor de Habitação e Urbanismo, Maurício Ribeiro Lopes, que participou dos estudos sobre os impactos da circulação de táxis sobre o desempenho dos ônibus nos corredores exclusivos disse que não foi comunicado pela prefeitura sobre a decisão que permite os trabalhos dos taxistas nas faixas para os coletivos que ficam à direita.


Na época, os estudos mostravam que os táxis nos corredores, mesmo sem paradas para embarque e desembarque, reduziam em até 25% a velocidade dos coletivos.

Agora, a prefeitura diz que os táxis nas faixas, mesmo podendo embarcar e desembarcar passageiros, não trazem prejuízos ao desempenho dos ônibus. Na opinião do promotor, isso representa um contrassenso e a medida pode ser política.

SONORA MAURÍCIO RIBEIRO LOPES
Ele vai pedir para ter acesso aos estudos da prefeitura sobre a liberação. Se o poder público não entregar os levantamentos em 48 horas, o promotor diz que pode acionar a Justiça, inclusive com base na lei da mobilidade urbana

SONORA MAURÍCIO RIBEIRO LOPES
A circulação dos taxistas pelas faixas de ônibus é permitida durante todo o dia desde que os carros estejam transportando passageiros.

A Secretaria de Transportes e a Prefeitura de São Paulo foram procuradas pela reportagem mas preferiram não comentar as declarações do promotor.

De São Paulo, Adamo Bazani
Informações: CBN

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960