Licitação atrasada e poucos ônibus rodando no Recife faz usuários sofrerem com superlotação

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Nesta segunda-feira (7/7), a empregada doméstica Isabel Cristina chegou às 7 horas da manhã na parada de ônibus em frente a faculdade Universo, na zona sul da capital. Eram 6h30 quando o Blog chegou ao local e ela ainda estava lá, sem conseguir entrar nos superlotados coletivos que passavam pela via. Grande parte dos ônibus que paravam não havia como entrar.

“Aqui é um corredor de ônibus e o transporte deveria ser melhor. O que falta são mais ônibus”, reclamou Isabel, que esperava veículos das linhas Tancredo Neves/Cde Boa Vista para ir ao trabalho. “Hoje estou para lá de atrasada”, lamentou ela, acrescentando: “Todos os dias são assim, para conseguir pegar o ônibus menos vazio, tenho que chegar aqui antes das 7 horas da manhã”.

Revoltada com a situação, Isabel criticou a falta de fiscalização por parte do Governo e sentenciou: “O transporte público está uma droga”.

Essa é a real situação de quem precisa do transporte coletivo hoje na região metropolitana do Recife, falta de ônibus e muita gente sofrendo nas paradas e terminais e o governo fazendo papel de que está tudo bem.

Não tem como não perceber que o transporte coletivo piorou e muito, falta de ônibus que vem causando superlotação e nenhuma solução é tomada. Um dos exemplos maiores vivem os usuários das linhas de Tancredo Neves relato pela Sra. Isabel Cristina, na qual a linha que ela relata que antes operava com 116 viagens por dia, hoje é realizada com apenas 77 viagens, um absurdo, pois são 39 viagens a menos o que equivale a 34% das viagens programadas. Este exemplo é vivido por muitas linhas de ônibus em todas as áreas da cidade.

Um dos fatores que estão influenciando a retirada dos ônibus é o deficit das empresas no que diz respeito as tarifas, na qual com o atraso da licitação, as empresas não estariam aguentando operar no vermelho por mais tempo, deixando várias viagens de serem realizadas e consequentemente diminuindo a oferta. 

O fato é que estamos vivendo uma greve de ônibus disfarçada na qual a situação será amenizada e normalizada 03 meses após a assinatura dos contratos da licitação, até lá vamos viver este sofrimento piorado que é precisar do transporte público no Recife e região.

Blog Meu Transporte

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960