Corredores de ônibus em Santo André e Mauá multam 1.056 por mês

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Únicas cidades da região a implantar faixas exclusivas para ônibus em dezembro do ano passado, Santo André e Mauá somaram no primeiro semestre deste ano 6.339 autuações para veículos que trafegaram nos corredores dos coletivos.

Só em Santo André, até o dia 20 de junho, o Departamento de Engenharia de Tráfego havia contabilizado 4.799 multas por invasão nas faixas exclusivas, que operam atualmente na avenida Dom Pedro I e nas ruas Alfredo Fláquer (Perimetral), General Glicério, Luis Pinto Fláquer, Cel. Fernando Prestes e rua Carijós. As faixas funcionam de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h e aos sábados, das 6h às 14h.

A administração municipal informou que ainda não tem a receita contabilizada sobre os valores arrecadados, já que a maior parte das multas ainda está no prazo de recurso ou não atingiu o prazo final para pagamento.

Em Mauá, na faixa exclusiva da avenida Barão de Mauá - a única em operação na cidade - a prefeitura registrou 1.540 autuações entre 27 de janeiro e o final de junho. O total de infrações já rendeu aos cofres do município quase R$ 82 mil.

Na via, a circulação de veículos nas faixas exclusivas é proibida durante a semana, das 5h às 8h, no sentido centro, e das 17h às 20h, no sentido bairro.

Fiscalização
Para auxiliar na fiscalização, a prefeitura de Mauá vai iniciar nos próximos dias a instalação de radares nos corredores de ônibus. Atualmente, a vigilância fica a cargo de duas viaturas com dois agentes cada nos dois períodos de funcionamento das faixas.

Em Santo André, a fiscalização é feita por 70 agentes de trânsito da cidade, divididos em quatro turnos de trabalho.
O Código de Trânsito Brasileiro considera a invasão de faixas uma infração leve, que rende três pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Informações: Destak Jornal

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960