Manhã de protestos parou três importantes vias de São Paulo

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Após bloquearem completamente três importantes avenidas da zona sul de São Paulo, motoristas e cobradores da empresa de ônibus VIP encerraram a paralisação que faziam desde o início da manhã desta segunda-feira (12) e liberaram as vias.  

Segundo a CET, às 11h30 foi liberada a faixa da avenida Guarapiranga que continuava bloqueada no sentido centro mesmo após o fim da greve.  

Os funcionários do Consórcio 7, que pertence à empresa VIP, reivindicavam aumento salarial e melhores condições de trabalho. 

Por volta das 5h30, as avenidas Atlântica e Guarapiranga e a estrada do M'Boi Mirim foram bloqueadas nos dois sentidos por ônibus atravessados nas vias, provocando um grande congestionamento na região. 

A greve dos funcionários afetou a circulação em 22 linhas, com um total de 224 coletivos. A manifestação chegou ao fim às 10h, quando os ônibus começaram a sair da garagem. Cerca de 140 mil passageiros foram afetados, segundo o sindicato patronal (SPUrbanuss). 

A empresa VIP afirmou através do sindicato que os salários e benefícios dos funcionários estão sendo pagos em dia. Segundo o sindicato patronal, as negociações de dissídio salarial da categoria estão em andamento. 

Por conta da paralisação, a SPTrans acionou a operação Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência), colocando em circulação 86 ônibus de sete linhas. A operação foi interrompida com a normalização da circulação dos ônibus. 

Informações: Portal UOL

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960