Em São Paulo, Novos corredores de ônibus e ciclovias dividirão espaço

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Os novos corredores de ônibus de São Paulo, previstos para as avenidas dos Bandeirantes e a avenida 23 de Maio, vão incluir ciclovias em seus trajetos. Mas os caminhos para os ciclistas não ficarão no canteiro central das avenidas e sim perto de suas calçadas. O secretário dos Transportes, Jilmar Tatto, disse que os postes de iluminação e sustentação dos fios serão removidos para permitir que a faixa seja feita.

— Visualmente, não é legal você ter ciclovia no canteiro central. Então, em princípio, estamos descartando. Pode, eventualmente, ter em alguns casos. Há uma determinação do prefeito para, onde der, enterrar a fiação, consertar a calçada e fazer essa integração com as bicicletas.

Para a cicloativista Aline Cavalcante, é preferível ter ciclovias à direita, nas pistas, do que próximas do canteiro central.

— A velocidade dos carros é menor à direita. No canteiro, é incômodo porque é o lado mais rápido e barulhento.

Outra dificuldade, explica ela, é ter de atravessar várias faixas para conseguir entrar em uma rua transversal.

Radial Leste

O corredor da Radial Leste, entre a região central e o bairro de Itaquera, na zona leste, também terá um projeto de ciclovia. Ainda não está claro se ele se incorporará à via para bikes já construída pelo Metrô em um trecho da avenida. Prometida há anos, a obra desse corredor está atrasada por causa de uma decisão judicial. A prefeitura prevê iniciar a obra em março.

Tatto disse na segunda-feira (5), na audiência pública para a concessão do sistema de ônibus, que prevê uma alteração na bilhetagem. A prefeitura estuda criar um bilhete único especial para policiais, carteiros e oficiais de Justiça, para que eles não desçam mais pela frente. Mas é preciso saber quantos passageiros dessas categorias usam ônibus.

Informações: Estadão

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960