No Rio, BRS da Avenida Rio Branco será implantado no dia 27 de dezembro

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, anunciou, na manhã deste sábado, durante a inauguração do BRS Centro, na Avenida Primeiro de Março, que no dia 27 de dezembro será implantado o BRS (corredor preferencial para ônibus) da Avenida Rio Branco, que irá percorrer toda a via, da Candelária até a Cinelândia. De acordo com Sansão, o corredor exclusivo para ônibus também terá duas faixas exclusivas para coletivos e provocará uma inversão de mão na Rua Senador Dantas. Essa mudança será feita na véspera, no dia 26 de dezembro.

Segundo Sansão, o principal problema da Avenida Rio Branco é que alguns ônibus fazem um giro à esqueda para entrar na Avenida Almirante Barroso, atrapalhando o fluxo. Com essa mudança de mão, os coletivos serão obrigados a entrar na Rua Senado Dantas. O secretário também anunciou a instalação do próximo BRS, o da Avenida Presidente Vargas em janeiro e disse que o próxima região a receber um corredor será a Zona Norte.

Na avaliação de Sansão, a implantação dos BRS no Centro terá uma grande dificuldade: a adaptação dos pedestres.

— A maior dificuldade será a adaptação dos ônibus intermunicipais porque eles não terão mais paradas na Primeiro de Março. Eles só vão parar na Avenida Presidente Vargas, na Rua Araújo Porto Alegre e nos seus terminais. Um outro problema que precisamos trabalhar é a educação da travessia dos pedestres. O carioca tem o hábito de atravessar fora da faixa e no meio da pista, por entre os carros e, com implantação do BRS fica arriscado porque os ônibus ganham velocidade e aumentam os riscos de atropelamentos - disse Sansão.

Trânsito fluiu sem problemas
O trânsito no Centro do Rio fluiu sem problemas no primeiro dia do BRS Centro. Ao longo do 1,2 quilômetro de extensão do novo corredor, agentes da CET-Rio e guardas municipais ocuparam cada cruzamento para prestar orientação aos motorista de carros de passeio.

Fiscais de transportes também estão espalhados pelo corredor para orientarem os motoristas de ônibus e fiscalizarem quaisquer irregularidades. De acordo com as regras, taxistas somente têm permissão para trafegar nas faixas exclusivas quando estiverem transportando passageiros. É proibido que táxis entrem no corredor para pegar passageiros. Carros de passeios flagrados circulando no corredor são multados. A infração é leve e custa R$ 53.

— Já estamos desde os últimos dois meses panfletando na cidade, informando aos motoristas e passageiros de ônibus sobre as alterações. Vamos manter o trabalho educativo pelas próximas semanas. Além disso, instalamos radares em cada cruzamento. No caso de carros de passeio que precisarem entrar à direita, os equipamentos foram programados para multar apenas os veículos que percorrerem dois cruzamentos — frisa o secretário Sansão.

O BRS funciona nos dias úteis entre 6h e 21h; nos sábados das 6h às 14h; e domingos e feriados a passagem no corredor é liberada.



0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960