Rio: Licitação de corredor expresso de ônibus é adiada

terça-feira, 26 de janeiro de 2010


A Secretaria municipal de Obras adiou nesta segunda-feira, por tempo indeterminado, a entrega das propostas das empresas interessadas em construir o Transcarioca (corredor T-5), que estava marcada para esta terça. O projeto, que prevê a implantação de um corredor expresso com ônibus articulados entre a Barra da Tijuca e a Penha (conhecido como BRT), em três anos, teve sua tramitação suspensa porque o edital ainda se encontra em análise pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). O órgão informou que pediu alguns esclarecimentos sobre o edital à prefeitura. Por sua vez, a Secretaria municipal de Obras disse não ter sido notificada.

Cronograma será mantido, garante subsecretário
Para o subsecretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, o adiamento da licitação é questão de rotina. Ele garante que o prazo será cumprido. O trecho Barra-Madureira deve ser entregue até março de 2012. E o restante (Madureira-Penha), em 2013.
- Assim que o TCM liberar o processo, a retomada da licitação é imediata - disse o subsecretário de Obras.
O Transcarioca, que terá cerca de R$ 1 bilhão de recursos federais, é um dos principais projetos para melhoria dos sistemas de transporte do Rio até os Jogos Olímpicos de 2016. Como O GLOBO mostrou nesta segunda-feira, serão necessários mais de R$ 7 bilhões em obras viárias em pouco mais de seis anos, em investimentos que incluem ainda o metrô Barra Zona-Sul e a compra de novos trens para suprir as demandas da SuperVia.

Transcarioca ainda precisará ser ampliado
A conta ainda não está fechada porque alguns projetos estão em discussão. Um deles é a melhor solução viária para melhorar a ligação Zona Sul-Barra, por exigência do Comitê Olímpico Internacional (COI). O próprio Transcarioca ainda terá que receber mais recursos. Em contrapartida à ajuda federal, a União exigiu que a linha seja estendida da Penha ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador. Essa complementação, que se encontra em fase de detalhamento, ainda não tem data para ser licitada. O Transcarioca não é o único BRT que está sendo planejado para as Olimpíadas. A prefeitura ainda pretende licitar mais duas linhas: a Ligação C (Deodoro-Barra da Tijuca) e a Transoeste (Barra da Tijuca- Guaratiba).
As obras do Transcarioca têm custo estimado de mais de R$ 700 milhões. O projeto prevê a criação de duas linhas: uma expressa e outra com paradas ao longo do percurso. A obra exigirá a desapropriação de 3.630 imóveis em vários bairros, incluindo Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Madureira, que irão custar R$ 300 milhões aos cofres públicos.
Estudo contratado pela Secretaria municipal de Transportes, e que faz parte do edital de licitação, faz um perfil desses imóveis. Ao todo, 73 edifícios comerciais com até quatro pavimentos serão demolidos e 63 vilas residenciais terão parte de seus terrenos parcialmente desapropriada para construir a faixa de tráfego segregada, por onde circularão os BRTs. A lista inclui ainda a desapropriação total de 105 terrenos particulares e 89 prédios de dois a 13 andares. Além disso, 29 postos de gasolina e 11 templos religiosos também terão que ser demolidos para a implantação do corredor expresso.
Fonte: O Globo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960