Sem acordo, ônibus seguem parados nesta terça em Campinas

quarta-feira, 13 de maio de 2009


A reunião entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Campinas (SP) e a Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano terminou sem acordo nesta segunda-feira no Tribunal Regional do Trabalho. A greve no transporte coletivo continuará amanhã, quando será realizada uma nova reunião.

O sindicato levará às assembléias a contraproposta apresentada pelos empresários, que propuseram um piso de R$ 1.374 aos motoristas e de R$ 560 para os cobradores. O Sindicato dos Trabalhadores pede, em média, 35% em reajustes, o que elevaria os salarios para R$ 1.739 e R$ 869, respectivamente.
A greve do transporte coletivo em Campinas foi iniciada a 0h desta segunda feira. Mesmo após panfletagem e anuncio em terminais de ônibus, a paralisação pegou muita gente de surpresa. Somente 10% da frota, ou 85 veiculos, circulou durante o dia, contrariando a determinação do TRT que pediu a manutenção de 70% de coletivos em horários de pico e 50% no restante do dia.
O transporte publico de Campinas movimenta 600 mil passageiros por dia.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960