Passagem de ônibus em Belo Horizonte fica mais barata nesta quinta

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

As passagens de ônibus Belo Horizonte serão reduzidas a partir da 0h desta quinta-feira (17). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Prefeitura.

A medida foi determinada pela Justiça, após o executivo da capital mineira autorizar o aumento em agosto. As passagens principais subiram de R$ 3,10 a R$ 3,40.

Agora os preços vão voltar ao que eram antes do reajuste. A tarifa principal (azul) volta a custar R$ 3,10; Circulares e alimentadores terão preço de R$ 2,20; de vilas e favelas (micro-ônibus) vão valer R$ 70; as linhas longas executivas, R$ 5,80 e as curtas R$ 4,65.

Nesta segunda-feira (14), o juiz da 4ª vara de Fazenda Pública Municipal de Belo Horizonte, Rinaldo Kennedy Silva, suspendeu o aumento das passagens. O argumento do magistrado é que não haveria justificativa para o reajuste.

O pedido para a redução foi feito pela Defensoria Pública, que ainda solicitou uma perícia fiscal e financeira, a ser feita pela Justiça. A suspensão vale até a perícia ser realizada.

Recurso
Apesar de a prefeitura ter anunciado a redução das tarifas, no fim da tarde desta quarta, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais informou que o Executivo municipal recorreu da decisão que suspende o reajuste.

O recurso foi distribuído para a desembargadora Áurea Brasil, da 5ª Câmara Civel. Não há prazo para o julgamento.

Reajuste de tarifas de ônibus e táxi-lotação
As passagens principais de ônibus subiram de R$ 3,10 para R$ 3,40 no dia 8 de agosto. O aumento foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 31 de julho e valeria a partir do dia 4 de agosto. Entretanto, uma determinação judicial adiou o reajuste.

O valor da tarifa mais usada apresentou reajuste de 9,7% em sete meses. No período, a inflação medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em Belo Horizonte foi de 6,4%. O aumento anterior havia sido em dezembro de 2014. Na soma dos dois reajustes, a passagem mais utilizada pela população subiu cerca de 19%.

O valor da tarifa das linhas circulares e alimentadoras (ônibus na cor amarela) passaram de R$ 2,20 para R$ 2,45; de vilas e favelas (micro-ônibus na cor amarela): de R$ 0,70 para RS 0,75; as executivas linhas longas de R$ 5,80 para R$ 6,40; e as executivas linhas curtas de R$ 4,65 para R$ 5,15. Já os ônibus suplementares terão passagens nos valores de R$ 2,45, R$ 2,75 e R$ 3,40. O táxi-lotação também aumentou.

Informações: G1 MG

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960