Trânsito em Manaus contará com nova tecnologia para monitoramento

quinta-feira, 16 de julho de 2015

O Sistema de Controle Operacional do Trânsito (Sistrans) foi lançado nesta segunda-feira, 13, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. Trata-se de uma moderna tecnologia para monitoramento do trânsito com o uso da telefonia móvel. A apresentação do Sistrans foi nesta segunda-feira, 13, em coletiva de imprensa, na sede da prefeitura, na Compensa, zona Oeste.

Agora, com os talonários eletrônicos, ficará mais rápido e seguro notificar as infrações. Em casos de acidentes de trânsito, por exemplo, os agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) atenderão a ocorrência, registrando os dados dos veículos envolvidos, dos condutores e fazendo imagens do local.

Os dados serão enviados, online, ao Centro de Controle Operacional do Manaustrans (CCO). A informação, vinculada a um sistema de georeferenciamento, localiza as equipes mais próximas. Imediatamente, o reforço chega ao local do acidente.

De acordo com o prefeito Arthur Virgílio Neto, essa é uma das etapas para a criação da Cidade Inteligente, que interliga os sistemas de monitoramento de vários órgãos municipais com a estrutura de Segurança Pública, entre outras funções de monitoramento em tempo real.

“Esse projeto custa cerca de R$ 45 milhões, o que impossibilita que o implantemos de uma vez. Estamos avançando aos poucos e buscando recursos de Pesquisa e Desenvolvimento para fazermos a integração de todos os Centros de Controle Operacionais, criando as chamadas salas de situação e aferindo tudo que está acontecendo na cidade”, explicou o prefeito.

Funcionamento do Sistrans
Outra função do sistema, que proporciona mais segurança no momento de conferir os dados dos veículos envolvidos na ocorrência, é a integração com o Registro Nacional de Veículo Automotor (Renavam). O agente confere, imediatamente, se os veículos têm as mesmas características que constam no registro e, caso as informações sejam divergentes, a polícia é acionada para conduzir a ocorrência.

Veículos furtados ou com placas adulteradas são identificados instantaneamente. Assim, o auto de infração é validado com autenticidade e isento de inconsistência.

Segundo o diretor presidente do (Manaustrans), Paulo Henrique Martins, o sistema é prático, tem múltiplas funções e minimiza os erros no preenchimento dos autos de infração. “Sua praticidade, aliada a múltiplas funcionalidades, aperfeiçoa o processamento dos dados de veículos e das ocorrências de trânsito. Além disso, substitui o tradicional talão impresso de multas”, explicou.

Informações: Prefeitura de Manaus

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960