Greve de ônibus no Recife continua nesta quarta-feira

terça-feira, 14 de julho de 2015

Os motoristas, cobradores e fiscais de ônibus em greve fizeram um protesto, na tarde desta terça-feira, em um dos principais corredores de tráfego do Recife. A categoria se reuniu na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário e fez um ato público por quase duas horas na Avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, nas proximidades da Assembleia de Deus.

Os grevistas agendaram uma nova mobilização para as 9h, na Praça do Derby. O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco apoia a causa dos rodoviários e adiantou que também participará do ato desta quarta-feiraAs duas categorias deverão sair em passeata até o Palácio Campo das Princesas, sede do governo.

Os rodoviários decretaram estado de greve na tarde da última sexta-feira (10), após rejeitar a proposta de reajuste salarial e de benefícios oferecida pelas empresas. Eles alegam estar frustrados com o que aconteceu ano passado, quando o Tribunal Superior do Trabalho reduziu o aumento concedido aos profissionais a 10% no salário e no tíquete de alimentação.

A decisão foi tomada em assembleia, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários Urbanos de Passageiros do Recife e Regiões Metropolitanas da Mata Sul e Norte (STTREPE), no bairro de Santo Amaro. Na reunião, o presidente do sindicato, Benilson Custódio, apresentou a proposta oferecida pelos patrões na mesa de negociação dessa quinta.

As empresas ofereceram reajuste de 27% no valor do tíquete de alimentação, que passaria de R$ 188 para R$ 220. No salário, o aumento seria de 9,5%. Os motoristas de ônibus ganham, atualmente, R$ 1.765 e passariam a receber R$ 1993, os cobradores, que ganham R$ 812, receberiam R$ 889, e os fiscais, pagos por R$ 1.141, ganhariam R$ 1.239. Desde o início das negociações, no entanto, o objetivo da categoria é que o tíquete suba para R$ 300. A proposta dos empresários não foi aceita.

"A questão toda é a frustração com o que aconteceu ano passado. A categoria queria R$ 300 no auxílio e aumento de, pelo menos, 30%. Sabemos que, diante de outras questões, o valor é alto. Queríamos negociar. Mas eles só fizeram a reposição do índice inflacionário. Decretamos estado de greve hoje (sexta) e a greve começa a partir da 0h de terça", adiantou o assessor de comunicação do Sindicato, Genildo Pereira.

Informações: Diário de Pernambuco

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960