Procon-Bahia cobra qualidade às empresas de ônibus urbanos

terça-feira, 30 de junho de 2015

Em busca de melhores condições no transporte coletivo, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Bahia) notificou nesta segunda-feira, 29, os três consórcios de empresas de ônibus que atuam na capital.
Edilson Lima | Ag. A TARDE
Em um prazo de até 20 dias, estas empresas terão que apresentar informações sobre o estado dos veículos, que incluem condições de higiene, funcionamento de câmeras em toda a frota, saídas de emergência e presença de extintores de incêndio a bordo.

"A população está muito insatisfeita com o serviço. Uma das reclamações é a de que os ônibus são velhos e estão realizando apenas a pintura, para parecerem novos", assinalou o diretor de fiscalização do Procon, Iratan Vilas Boas.

Acompanhamento
Após a apresentação das informações, o Procon fará fiscalizações para verificar se os serviços  estão de acordo com a qualidade necessária.  Caso haja irregularidades, as empresas serão autuadas e estarão sujeitas à cobrança de  multas   de R$ 600 a R$ 6 milhões, a depender da irregularidade eventualmente apresentada. 

Até esta segunda, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps) não havia se pronunciado sobre o assunto.

Informações: A Tarde Online


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960