Prefeitura de Campo Grande promete reforma todos corredores de ônibus este ano

domingo, 3 de maio de 2015

Durante a assinatura da ordem de serviço do corredor do transporte coletivo da rua Guia Lopes – entre a Afonso Pena e a Brilhante, realizada pelo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, na última terça-feira (28), o titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Valtemir Alves de Brito, afirmou que ainda neste ano todos os outros corredores previstos para a Capital serão licitados e terão as obras iniciadas.

Além do sudoeste – composto pelas ruas Guia Lopes, Brilhante e avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro – cujas obras começam até meados de março, as regiões sul e norte também terão faixas exclusiva para ônibus. A intenção é ampliar a velocidade média dos veículos de 14 km/h para 27km/h.

Segundo o projeto, orçado em R$ 116 milhões em recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Mobilidade Urbana, para a criação do corredor, ruas serão recapeadas, terão a sinalização horizontal e vertical reformadas, além melhorias na acessibilidade e microdrenagem em alguns pontos.

A faixa exclusiva será delimitada por tachões. Na Guia Lopes, a obra custará R$ 700 mil para os 570 metros de extensão do corredor. Os trabalhos terminam em 90 dias. Em seguida, os corredores da Brilhante, Bandeirantes e Marechal Deodoro serão feitos até o terminal Aero Rancho. Além disso, a avenida Afonso Pena também receberá os tachões para delimitar o corredor até o ShoppingCampo Grande, totalizando um trajeto de 21,7 km entre o centro comercial e o terminal Aero Rancho.

As obras dos corredores sul e norte também serão licitadas em lotes, como foi o sudoeste. “Na rua Bahia, por exemplo, será da Afonso Pena até o início da avenida Coronel Antonino. Depois vai até o terminal (Coronel Antonino). E o terceiro lote vai até o outro terminal, o Nova Bahia. A medida que vamos concluindo os projetos, vamos encaminhando para licitação. Não há necessidade de terminar um para começar outro. Vamos iniciar aqui (na Guia Lopes) e concomitantemente as outras vão sendo trabalhadas também. O objetivo é até o final do ano licitar e já começar todos (os corredores)”, explicou o secretário de obras.

Conforme o diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, que reúne as empresas de transporte coletivo da Capital, João Rezende, com o corredor, haverá uma garantia de que o ônibus chegará no horário. “No corredor, você não tem a disputa de espaço com outros veículos e consegue fazer uma viagem mais programada. Teremos também uma economia de tempo, fazendo mais viagens com essa mesma quantidade de ônibus”, explicou.

Informações: O Estado Online

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960